Hábitos e rotinas para incluir no dia a dia do seu consultório

Saúde e Bem-estar

Hábitos e rotinas para incluir no dia a dia

Muito se fala na importância de se ter bons hábitos e rotinas e o reflexo destas ações na qualidade de vida de um indivíduo. Essa mudança de atitude e procura por maior bem-estar está cada vez mais em evidência. Pessoas estão mudando suas prioridades e compreendendo o quão significativos são os cuidados com a saúde física e mental e as consequências disso, a curto e longo prazo. 

Na odontologia, mais precisamente dentro do consultório odontológico, esse é um importante tema a ser explorado. No dia a dia clínico são inúmeros os hábitos e rotinas que prejudicam os profissionais e, se não corrigidos ou evitados, impactarão negativamente no bem-estar e na qualidade de vida. 

Sendo assim, neste artigo vamos abordar a importância de se adotar bons hábitos, ensinar de que forma novos hábitos podem ser desenvolvidos e como maus hábitos podem ser transformados, além de mostrar que alterações na rotina pode ser fator contribuinte para a saúde mental dos cirurgiões-dentistas. 

A importância da saúde mental para o cirurgião-dentista 

No dia a dia clínico, inúmeros fatores contribuem para o desgaste físico e, principalmente, mental dos dentistas. Dentre eles, podemos citar os riscos laborais, a alta jornada de trabalho, a competitividade do mercado, etc. 

A falta de tempo e, consequentemente, de produtividade também costuma ser um dos principais vilões dentro do consultório, pois faz com o que o dentista negligencie cuidados básicos, como correta alimentação, pausas para descanso e controle do nível de estresse, de tal forma que, a longo prazo, podem ser desenvolvidas doenças e transtornos psicológicos. 

Logo, apesar de toda a carga de trabalho exercida pelos profissionais, é importante dedicar um tempo para o autocuidado, bem como adotar hábitos para uma vida mais saudável.

Qual a importância de adotar bons hábitos e rotinas? 

Somos movidas por hábitos em nosso dia a dia, desde o momento em que acordamos até a hora de dormir.  

Dentre os inúmeros livros do gênero de autoajuda que falam sobre essa temática, um deles tem grande destaque e se tornou um dos mais vendidos no mundo: “O Poder do Hábito” de Charles Duhigg.  

Nesse livro, o autor se baseia em diversas pesquisas para demonstrar que somos patologicamente comandados pelos nossos hábitos e que, na maioria das vezes, nem nos damos conta disso. Isso ocorre, pois, a fim de economizar energia, nosso cérebro cria padrões de comportamento, funcionando no conhecido “piloto automático”. 

Trazendo isso para uma realidade próxima, pare e pense: quantas atividades você faz no consultório odontológico de forma automática? O ato, por exemplo, de pegar um cafezinho entre os atendimentos, muitas vezes sem nem estar com vontade, ou, até mesmo, executar certos procedimentos mais simples, só pela força do hábito.  

Dessa forma, conclui-se que, se temos hábitos ruins, eles continuarão em um ciclo negativo, até nos darmos conta do quão prejudicial eles são para nossa vida e busquemos uma transformação. 

Guia de hábitos para adotar no consultório 

É fato que a rotina em grande parte dos consultórios odontológicos é bem puxada. O cirurgião-dentista, na maioria dos casos, além de realizar os atendimentos clínicos, precisa fazer a gestão de todo o negócio. De tal forma que, a falta de tempo e ritmo diário, são propícios para que dia após dia maus hábitos sejam repetidos. 

No entanto, tudo é um começo. Só o fato de perceber que fazemos coisas que nos prejudicam, mesmo sem intenção, já é uma motivação para que alguma atitude seja tomada. Saiba que pequenas modificações nos hábitos e nas rotinas, se escolhidas de forma consciente e assertiva, sem dúvidas já promoverão grandes mudanças em seu dia a dia.  

E se você deseja ter melhores hábitos no consultório odontológico, mas não sabe por onde começar? A seguir vamos sugerir algumas ideias de como inserir essas pequenas mudanças em seu dia a dia: 

Hábitos para começar a manhã

Planeje o seu dia:  planejar de forma antecipada as tarefas do dia é um ótimo hábito para ser desenvolvido. Você pode listar todas as atividades que precisa executar e definir quais são as reais prioridades, o que é urgente, o que pode ser feito sem pressa ou adiado e o que pode ser delegado.  

Desde cedo, você já consegue perceber se será um dia cheio ou passível de encaixar eventuais tarefas que surgirem o longo do dia. Na medida que você vai realizando-as, pode ir riscando e tirando-as de sua lista.  

Uma boa forma de organizar tarefas é utilizando um planner. A Dental Speed preparou um material muito especial e gratuito para te auxiliar nessa missão, após baixá-lo, basta imprimir e anotar tudo o que quiser! 

planejamento semanal para consultorio odontológico

Organize o consultório: a organização é, sem dúvidas, fundamental para o sucesso de qualquer profissional. Ao contrário do que muitos pensam, a organização não é um talento e sim um hábito que, assim como os outros, pode ser desenvolvido.  

Um estudo feito pela Universidade da Califórnia analisou os níveis de Cortisol – hormônio do estresse – em pessoas que viviam em ambientes desorganizados e conclui que, quanto mais bagunçado o local, maior era o índice de estresse nos indivíduos. Isso demonstra que a organização é uma grande aliada para uma rotina mais saudável e faz toda a diferença em qualquer ambiente. 

No consultório odontológico, isso não é diferente. Um ambiente organizado e limpo permite uma maior produtividade. Por isso, nada de deixar a mesa e gavetas bagunçadas, objetos jogados em cima de bancadas e papéis espalhados.  

Ao chegar ao consultório pela manhã, confira se tudo está em seu devido lugar e prepare-se para o primeiro atendimento do dia.  

Leia mais dicas no E-book Organização e Biossegurança no consultório: 

eBook de organização e biossegurança no consultório da dental speed

Hábitos alimentares

Beba água: você já deve estar cansado(a) de ouvir isso, mas beber água é algo realmente importante para a manutenção da sua saúde. A maioria das pessoas não possui esse hábito, sendo assim, não fornece a hidratação diária necessária para um bom funcionamento do organismo.  

Beber água, além de prevenir o surgimento de inúmeras doenças, também traz diversos outros benefícios para o corpo como a melhora da saúde cardíaca, a prevenção de cãibras, auxílio na prisão de ventre, hidratação da pele e dos cabelos, além de ajudar nosso organismo no transporte de nutrientes e absorção de vitaminas.  

Para o dentista, que passa muitas horas em posições pouco ergonômicas, beber água também contribui na prevenção de doenças ocupacionais ligadas a má circulação.  

Leia mais sobre “Ergonomia: como dentistas podem prevenir doenças circulatórias?“.

Para desenvolver esse hábito você pode utilizar aplicativos com lembretes, colocar metas diárias de ingestão de água ou deixar uma garrafinha sempre por perto no seu consultório.

Faça refeições saudáveis: algo que todo dentista já fez foi comer uma besteira qualquer, ao invés de uma refeição completa. Afinal, a correria do consultório muitas vezes não permite que você faça tantas paradas para a alimentação. 

No entanto, pausas para comer uma refeição, e principalmente uma refeição saudável, são essenciais e devem ser priorizadas. Pense que, como profissional, você precisar estar saudável e ter energia para desenvolver o seu trabalho da melhor forma possível, isso inclui se alimentar da maneira correta.

Logo: 

  1. Priorize o tempo das refeições e foque em alimentos mais leves e nutritivos como legumes e verduras; 
  2. Ao pedir comida, até mesmo os aplicativos costumam ter algumas opções mais saudáveis, por isso evite alimentos processos e fast-foods; 
  3. Tenha sempre uma fruta e/ou sementes e grãos, que podem servir de lanche entre um atendimento e outro.

Hábitos para a saúde física

Cuide da ergonomia: esse tema que trata das medidas ocupacionais para melhores condições de trabalho dentro do consultório, precisa ser levado muito a sério, afinal são inúmeras as doenças ocupacionais que acometem dentistas e demais profissionais da área. 

A longa jornada de trabalho, a postura inadequada e os movimentos repetitivos que o dentista precisa realizar ao longo do dia, são alguns dos fatores que contribuem para o desenvolvimento de Tendinite, Bursite, Hérnias e até algumas síndromes relacionadas a má postura.  

Por isso, o dentista precisa exercer, como hábito diário, a correção da postura, a realização de alongamentos, pequenas pausas durante os procedimentos e até mesmo o uso de estabilizadores, em casos mais críticos. 

Leia mais sobre Ergonomia na Odontologia: saiba como prevenir doenças ocupacionais“.

Além da laboral, outras opções em atividades físicas são: substituir o uso de elevadores por escadas, caso o seu consultório seja em um prédio comercial, ou, se possível, estacionar o seu carro há algumas quadras de distância e fazer uma caminhada rápida até o consultório. 

Hábitos para a saúde mental 

Faça pausas:  Trabalhar muitas horas seguidas e ficar focado demais em determinadas tarefas não é sinônimo de produtividade. Fazer isso sem um limite estabelecido e sem momentos de pausa pode ser muito prejudicial.  

É cada vez mais comum que o excesso de trabalho provoque o desenvolvimento de doenças psicológicas, como o Burnout, uma síndrome desencadeada pela exaustão e esgotamento profissional. Logo, as pausas são necessárias para que você possa recuperar sua energia e sair um pouco do ritmo acelerado de um atendimento.  

Essas pausas devem se tornar um hábito em sua rotina. Jamais abdique daqueles minutos entre um atendimento e outro, pois é nesse momento que você pode relaxar, beber uma água, conversar, conferir suas ligações, se alongar e até mesmo fazer uma meditação rápida. O mais importante é que você entenda seus limites e saiba quando é o momento de diminuir o ritmo. 

Saiba dizer não: entender os seus limites também diz respeito a como você lida com as pessoas, seja sua equipe ou seus clientes. Algumas pessoas possuem uma dificuldade enorme em dizer “não”. Uma palavra tão simples, mas ao mesmo tempo tão poderosa, não é mesmo?  

O hábito de dizer “sim” para tudo, na maioria das vezes é muito prejudicial, afinal a pessoa acaba assumindo responsabilidades, mesmo sem de fato querer. Por isso, é preciso buscar um equilíbrio. Existem maneiras de você dizer “não” sem ofender a outra pessoa, tudo depende de como a comunicação acontece. 

Em uma situação, por exemplo, em que você precisa dizer “não” a um paciente. É importante que você, como profissional, defenda qual o melhor tratamento para o seu paciente e explique o motivo de não poder atender à solicitação.  

Como desenvolver novos hábitos? 

Você já deve ter ouvido falar que para transformar uma atividade em um hábito são necessários 21 dia de constante execução, certo? Contudo, estudos feitos pela University College de Londres comprovaram que uma pessoa costuma demorar, em média, 66 dias para incluir novo hábito em sua rotina.  

Isso mostra que criar um novo hábito não é algo que acontece da noite para o dia, trata-se de uma atividade que exige paciente e persistência.

A seguir, veja algumas dicas que, se colocadas em prática, contribuirão para o desenvolvimento de novos hábitos: 

Faça um pouco a cada dia 

Quem nunca começou uma dieta restritiva e acabou desistindo no meio do caminho? Os hábitos funcionam da mesma forma, por isso você deve pensar em fazer um pouco a cada dia e ver as mudanças acontecendo de maneira natural. É preciso ser realista ao definir quais hábitos você vai mudar e de que forma será feito, do contrário, você ficará desmotivado e essa mudança se tornará insustentável. 

Trabalhe com recompensas 

Nosso cérebro trabalha muito com a dinâmica esforço X recompensa, ou seja, quando realizamos algo que queríamos, temos a necessidade de receber uma recompensa pelo ato. Com os hábitos, isso pode funcionar muito bem. Se você deseja desenvolver o hábito, por exemplo, de correr 30 minutos todos os dias, se você atingir esse objetivo no primeiro mês, se dê um presente, compre algo que você queria muito. Faça o seu cérebro te ajudar a alcançar seus objetivos. 

Pense a longo prazo 

O hábito de passar fio dental é um ótimo exemplo a ser citado. Sabemos da dificuldade de fazer os pacientes realizarem essa tarefa diária e fundamental. Mas o principal motivador do uso de fio dental é a manutenção da saúde bucal e se pensarmos a longo prazo, as consequências da não utilização do fio podem acarretar diversas doenças, incluindo a perda dos dentes. Para os demais hábitos que você deseja desenvolver, podemos usar deste mesmo exemplo. O seu “eu do futuro” vai te agradecer por ter começado! 

Como mudar maus hábitos? 

Dentistas relatam diferentes tipos de hábitos ruins no consultório, como esquecer de beber água, não cuidar com a postura, pular refeições, esquecer dos sapatos adequados, etc. O primeiro passo para mudar um hábito ruim e ter consciente de que ele é de fato prejudicial. A partir disso, existem algumas formas de evitá-los. Uma opção é substituir um hábito ruim por um bom, por exemplo, toda vez que for pegar um cafezinho entre os atendimentos, beba um copo de água, isso vai fazer com que, aos poucos, você vá substituindo o café pela água, automaticamente. 

Outra opção é dificultar a execução do hábito ruim. Se você sempre costuma pedir comidas por aplicativo e acaba comprando fast-foods, tente mudar isso! Desinstale o aplicativo do celular e procure um local próximo ao consultório que ofereça uma comida mais saudável. O ato de você precisar instalar novamente o app, mesmo que leve alguns segundos, já traz um empecilho para continuar com esse hábito ruim. 

Qual a importância da rotina? 

A rotina é fundamental para a formação de hábitos saudáveis. É preciso definir horários para as tarefas, sejam elas pessoas ou profissionais. Além disso, com uma rotina diária bem definida, é mais fácil encontrar um tempo para desenvolver novos hábitos como a prática de exercícios físicos, a leitura e demais atividades que você gostaria de fazer. 

Como aliar a rotina de atendimentos com a rotina pessoal? 

Contudo, muitas vezes é difícil conciliar a vida pessoal e profissional. É comum nos sentirmos sobrecarregados e até desmotivados. Por isso, a gestão do tempo é o principal aliado daqueles que possuem inúmeras atividades, atendem em vários consultórios, têm filhos, pets, precisam cuidar da casa e ainda encontrar um tempo para os estudos e para o lazer.  

Veja algumas dicas: 

  • É importante que exista planejamento e organização da sua rotina, definindo horários e dias para cada atividade de forma antecipada; 
  • Metas precisam ser definidas, para que você não deixe seus objetivos de lado e foque apenas em “dar conta” das coisas; 
  • É necessária uma priorização de tarefas, você precisa saber o que precisa ser feito, o que pode ser adiado e o que você pode delegar; 
  • Reveja os prazos, afinal, com uma boa conversa tudo por ser negociado; 
  • Não seja multitarefas, pois, ao contrário do que muitos pensam, fazer tudo ao mesmo tempo, não é a melhor solução, além disso, abre brecha para erros. 

Por fim, concluímos que mudar hábitos ou criar novos hábitos não são tarefas tão simples, contudo, com esforço e paciência, é possível sim desenvolvê-los.

Nosso maior desejo é que esse artigo tenha despertado em você a vontade de transformar hábitos e a sua rotina para uma melhor qualidade de vida profissional e também pessoal, contribuindo para o seu bem-estar físico e mental dentro do consultório odontológico

E se você deseja ler mais conteúdos como esse aqui blog, deixe um comentário! Vamos adorar criar matérias cada vez mais relevantes para o seu sucesso como pessoa e profissional.

Aproveite e confira o episódio sobre organização, do Odonto em Pauta, o Podcast da Dental Speed:

FONTES:

FARIA, Juliana. Casa bagunçada: 5 malefícios de viver em um ambiente desorganizado: Organização. Yru Organizer, [S. l.], p. 1-1, 19 maio 2016. Disponível em: https://yru.com.br/casa-baguncada-5-maleficios-de-viver-em-um-ambiente-desorganizado/. Acesso em: 25 jan. 2022.

JUNIOR, José. Aprenda 12 hábitos saudáveis que vão te ajudar no trabalho: Empreendedorismo. Conube, [S. l.], p. 1-1, 18 mar. 2021. Disponível em: https://conube.com.br/blog/habitos-saudaveis/. Acesso em: 25 jan. 2022.

BOMFIM, Cristiane. Saúde não pode ser pensada em curto prazo, por isso tenha bons hábitos: SAÚDE Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor. VivaBem UOL, [S. l.], p. 1-1, 23 fev. 2020. Disponível em: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/02/23/saude-nao-pode-ser-pensada-em-curto-prazo-por-isso-tenha-bons-habitos.htm. Acesso em: 25 jan. 2022.

NAVARRO, Vanessa. Qualidade de vida do cirurgião-dentista: Sua saúde. InLocal Odonto. [S. l.], 26 maio 2020. Disponível em: https://localodonto.com.br/qualidade-de-vida-do-cirurgiao-dentista/. Acesso em: 25 jan. 2022.

CORONATO, Giulia. Sobre Hábitos, Costumes E Tempo: 7 Formas De Criar Um Hábito E Mantê-lo: Comportamento. STEAL THE LOOK, [S. l.], p. 1-1, 16 out. 2020. Disponível em: https://stealthelook.com.br/sobre-habitos-costumes-e-tempo-7-formas-de-criar-um-habito-e-mante-lo/. Acesso em: 25 jan. 2022.

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL (Caxias do Sul, RS). Gestão do tempo: o que é e 10 táticas para ser mais eficiente: Mercado de Trabalho. BLOG DO EAD UCS, [S. l.], p. 1-1, 23 mar. 2020. Disponível em: https://ead.ucs.br/blog/gestao-tempo. Acesso em: 25 jan. 2022.

Redatora em Blog Dental Speed
Formada em Administração pela Estácio, especialista em Marketing e redação técnica na área odontológica.
Gabrielli Nery Wandscheer
Últimos posts por Gabrielli Nery Wandscheer (exibir todos)

Artigos relacionados

Consultório Digital na Odontologia

Consultório Digital na Odontologia

Odontologia Digital
De alguns anos pra cá, muitos consultórios odontológicos vêm digitalizando suas informações. Hoje esse avanço se tornou imprescindível, e um diferencial para as clínicas e consultórios odontológicos, entenda porque.

Education Template