Desde sua regulamentação como especialidade odontológica em 2019 (Resolução-CFO-198/2019), o segmento de harmonização orofacial é um dos que mais cresce no Brasil.  

Sendo reflexo da crescente procura por procedimentos estéticos durante a pandemia e da grande influência das redes sociais, esse nicho de mercado se tornou uma oportunidade lucrativa, não apenas para cirurgiões-dentistas que estão entrando no mercado odontológico como também para profissionais já estabelecidos e que desejam trabalhar os procedimentos de harmonização orofacial associados a outra especialidade clínica. 

Para aqueles que desejam empreender, abrir um consultório voltado para procedimentos de harmonização orofacial pode ser uma grande oportunidade de negócio.  

Nesta matéria, vamos abordar os pontos mais relevantes e que devem ser levados em conta ao abrir um consultório especializado em HOF. 

Analisando o mercado de Harmonização Orofacial 

De forma geral, um dos primeiros passos ao abrir um negócio é compreender como o mercado irá reagir aos seus serviços.  Por isso, comece analisando o mercado de Harmonização Orofacial da sua região. Há oportunidades na sua cidade ou bairro? Quais são os seus diferenciais? O mercado já está saturado? Além de compreender se na sua cidade ou região existe demanda para os serviços que você deseja oferecer em seu consultório ou clínica, essas informações serão fundamentais para você conhecer o seu público-alvo, entender quem são seus principais concorrentes e definir os seus diferenciais. 

Custos e investimentos 

Um planejamento financeiro é essencial para o bom andamento de uma empresa. Por isso, você deve começar calculando quais serão os custos e investimentos necessários para abrir o consultório. No planejamento, é importante considerar os gastos com aluguel ou compra do imóvel, mobiliário e decoração, equipamentos e materiais odontológicos, contratação de uma equipe, etc.  

Além disso, ciente de que uma empresa precisa de um certo tempo para obter retorno financeiro, é preciso ter um capital de giro, ou seja, uma reserva financeira que irá manter o negócio nos primeiros meses até ele atingir uma maturidade financeira. 

Harmonização Orofacial Dental Speed

Público-alvo 

Atualmente, procedimentos de harmonização orofacial se tornaram mais acessíveis, sendo procurados por pessoas de diversas idades e classes sociais. Logo, seu consultório precisa ser criado pensando em quem você quer atender. 

Imagine o seu cliente ideal: Qual sua idade? O que ele faz no tempo livre? Onde trabalha? Qual sua renda? É fazendo essa reflexão que você definirá o seu público-alvo e, consequentemente, sua persona. 

Sendo assim, se deseja, por exemplo, atender um público mais seleto, precisa transmitir isso na localização da sua clínica, no tipo de serviço que você oferece, nos equipamentos que você utiliza, na identidade visual da sua marca, na decoração do seu consultório e demais aspectos do seu negócio.  

Localização 

O ponto é um fator de extrema relevância, ele diz muito sobre o seu negócio e sobre o público que você deseja atender. Por isso, veja se há circulação de pedestres ou se o acesso é mais fácil de carro, assim como a disponibilidade de estacionamento no local ou próximo a ele.  

Analise também se terá espaço suficiente para os procedimentos que você deseja oferecer e se o local é de fácil acesso, com rampas e elevadores. Novamente, é preciso definir se a estrutura e a localização atenderão as necessidades do seu público-alvo. 

Terapêuticas essenciais de um consultório de HOF 

Ao abrir um consultório você precisa definir quais serviços serão ofertados. Os procedimentos mais comumente encontrados são tratamentos com toxina botulínica, preenchedoresbioestimuladores e fios faciais

Contudo, de acordo com o perfil do seu público, você pode introduzir outros tipos de procedimentos, seja da área de harmonização orofacial ou relacionados à dentística, estética e ortodontia. O mais importante ao escolher as terapêuticas ofertadas em seu consultório é que você e sua equipe estejam preparados para realizar um tratamento seguro e lidar com eventuais intercorrências. Leia a matéria completa com dicas para evitar Intercorrências e Complicações em Harmonização Orofacial.

Além disso, confira O CID-OE, ou Classificação Internacional de Doenças em Odontologia e Estomatologia, uma das principais ferramentas epidemiológica do cotidiano odontológico que consiste em uma família de classificações de saúde que auxilia os dentistas a melhor abordar a saúde do indivíduo em relação ao seu trabalho.

Precificação 

Uma dúvida muito comum em relações aos procedimentos de harmonização orofacial é como definir o preço dos seus serviços. Para isso, é importante ter em mente que preço é diferente de valor.  

Dessa forma, ao precificar os procedimentos que serão oferecidos no seu consultório, é necessário analisar fatores que vão muito além dos materiais utilizados. Questões como vivência profissional, nível técnico exigido no procedimento, tempo de duração, quantidade de sessões, riscos que o procedimento representa para o paciente etc., precisam ser levadas em consideração.  

Lembre-se que você está vendendo uma experiência completa e são esses aspectos que agregam valor aos seus serviços. 

Espaço físico 

Conforme já mencionado, o espaço físico representa bem mais do que apenas o local onde sua empresa irá se estabelecer. A estrutura física precisa transmitir a essência do seu negócio. Fatores como cores de parede, mobiliário, iluminação, decoração da sala de espera e até mesmo o uniforme da sua equipe precisam ser escolhidos de acordo com a imagem que o seu consultório deseja passar aos pacientes. 

Uma opção é contratar um arquiteto ou design especializado em projetos odontológicos e se deseja saber mais sobre como montar um consultório moderno e decorado, leia a matéria completa sobre o tema: Consultório odontológico moderno e decorado: Dicas do especialista

Odontologia lateral: diferenciação no mercado de Harmonização Orofacial 

Uma forma de se diferenciar em meio aos concorrentes é oferecendo uma experiência totalmente inovadora para os seus pacientes. A utilização de uma cama odontológica, ao invés da cadeira, é uma ótima forma de surpreender nos atendimentos. Esse revolucionário equipamento tem feito muito sucesso nos consultórios de harmonização orofacial, pois permite uma maior ergonomia ao realizar procedimentos estéticos. 

Cama Dual Cyon (Foto: Reprodução/Cyon Equipamentos)

Na cama odontológica é utilizado um novo método de atendimento: a Odontologia Lateral.  Nessa nova prática é o paciente que passa a realizar os movimentos com a cabeça, permitindo o acesso e visão ampla do profissional. Ou seja, o cirurgião-dentista não precisa fazer todos os “malabarismos” necessários como ao atender em uma cadeira odontológica tradicional. 

O Dr. Thales Cardoso, referência na área de Harmonização Orofacial, é um dos dentistas que adotou o método lateral em seu consultório, revolucionando a sua prática clínica e a experiência dos seus clientes: 

Algo que chama muito a nossa atenção é a reação dos pacientes ao se deparar com a cama odontológica. Isso causa uma experiência única” 

Ele ainda reconhece que toda mudança é desafiadora, mas que após adotar o método lateral, ele percebeu a evolução da sua técnica e uma maior segurança ao realizar os procedimentos faciais em seus pacientes. 

Um ganho positivo foi a melhora significativa na precisão da realização das técnicas, estar com uma visão bem mais próxima do que estou executando, outro ponto importante foi ter apoio 100% do tempo. Gostaria que todos os colegas tivessem a oportunidade de experimentar como é trabalhar de forma correta e ergonômica com a cama odontológica ao menos uma vez. É algo disruptivo.” 

Equipamentos e acessórios para um consultório de Harmonização Orofacial 

Um consultório moderno e bem equipado pode ser um grande diferencial em um mercado competitivo. Na área de harmonização orofacial não faltam opções em equipamentos com tecnologia de ponta, criados para promover tratamentos cada vez mais confortáveis, eficientes e seguros.  

Equipamentos de HOF

Equipamentos de Eletroterapia

A Eletroterapia tem um papel importante no que tange procedimentos de HOF. Podemos citar os aparelhos de ultrassom que viabilizam procedimentos não invasivos, tais como o HIFU, capaz de realizar lifting facial sem necessidade de cirurgia; aparelhos de radiofrequência, que promovem o tratamento de rugas, cicatrizes de acne, flacidez da pele, dentre diversos outros benefícios; bem como aparelhos de criofrequência, responsáveis por resfriar a epiderme e intensificar a produção de colágeno e elastina.  

Equipamentos de Fototerapia 

A Fototerapia também está em evidência na área de harmonização, onde as frequências provenientes da luz de LED são capazes de promover inúmeros benefícios para a derme, como estimular a formação de colágeno, contribuir para a elasticidade, prevenir a inflamação pós-procedimentos e outros.  

Dessa forma, aparelhos de fototerapia LED, clusters de LED em cores diversas e máscaras de fototerapia, são ótimas alternativas para cirurgiões-dentistas que desejam proporcionar um tratamento diferenciado aos seus pacientes de HOF.  

Equipamentos de Ozonioterapia 

A terapia com ozônio, desde sua aprovação pelo CFO – Conselho Federal de Odontologia em 2015 (Resolução Nº 66/2015), vem se mostrando bastante eficiente na odontologia, principalmente na área de HOF, onde pode ser associada à diversos procedimentos.  

O vapor, contendo uma mistura gasosa de ozônio e oxigênio, atua como analgésico, anti-inflamatório, antifúngico, antimicrobiano e até mesmo na regeneração de nervos lesionados.   

Em suma, a Ozonioterapia trata-se de uma forte aliada dos cirurgiões-dentistas, principalmente no tratamento de intercorrências e complicações em harmonização orofacial. E os equipamentos geradores de ozônio são ótimas aquisições para o consultório odontológico, sendo versáteis e simples de operar. 

Acessórios de Harmonização Orofacial  

Além de equipamentos, o mercado dispõe dos mais variados tipos de acessórios, contribuindo para a prática clínica dos profissionais e para recuperação dos pacientes após os procedimentos. Canetas para resfriamento de pele, bolsas térmicas e máscaras de gel são exemplos de acessórios para o consultório de HOF. 

Por fim, é possível perceber que abrir um consultório não é uma tarefa tão simples. Contudo, com uma boa análise de mercado, planejamento financeiro e foco em diferenciais, o seu negócio tem tudo o que é necessário para alcançar o sucesso. 

Além disso, você pode contar com a Dental Speed, um parceiro no fornecimento dos insumos do seu negócio. Acesse agora o site da Dental Speed e garanta os melhores materiais e equipamentos de Harmonização Orofacial para o seu consultório, tudo com muita qualidade e formas de pagamento diferenciadas. 

Ficou com alguma dúvida? Compartilhe com a gente aqui nos comentários. 

Conteúdo relacionado

O Consultório Digital na odontologia

O Consultório Digital na odontologia

Odontologia Digital
De alguns anos pra cá, muitos consultórios odontológicos vêm digitalizando suas informações. Hoje esse avanço se tornou imprescindível, e um diferencial para as clínicas e consultórios odontológicos, entenda porque.