A Harmonização Orofacial é uma especialidade consideravelmente nova na Odontologia e que vem crescendo a cada dia. Como qualquer outra especialidade, é necessário que o Cirurgião- Dentista tenha todos os conhecimentos necessário para realização de um procedimento seguro, sempre buscando atender as expectativas de seus pacientes.

Contudo, devido a Harmonização Orofacial estar relacionada com a realização de diversos procedimentos, como aplicação de toxina botulínica, ácido hialurônico e demais dermocosméticos, muitas vezes podem ocorrer intercorrências e complicações durante e/ou após estes procedimentos.

É de suma importância que o profissional esteja preparado para agir em situações assim. Portanto, devemos entender exatamente o significado de cada termo para depois atuar no tratamento de maneira correta e efetiva.

Intercorrências na Harmonização Orofacial

A palavra intercorrência vem de “intercurso”, ou seja, acontecer no curso. Logo, podemos considerar que uma intercorrência em Harmonização Orofacial é o esperado e que provavelmente irá acontecer.

Essa reação inflamatória aguda irá ocorrer após o início do procedimento e costuma durar até 72 horas, portanto neste período pode-se observar alguns sinais da inflamação como: edema, calor, rubor e dor. O profissional ao saber disso deve orientar e remanejar as expectativas do paciente, explicando que algumas intercorrências podem aparecer, mas que logo tendem a normalizar.

Uma situação frequente, por exemplo, é o edema após o preenchimento labial, no qual é comum ocorrer um inchaço nos primeiros dias. Portanto, o paciente precisar estar ciente que esse inchaço irá diminuir de maneira gradual no decorrer dos dias e que ter esse tipo de sintoma está dentro da normalidade esperada.

 

Harmonização Orofacial em 10x

 

Complicações na Harmonização Orofacial

Já a palavra “complicação” se refere ao agravamento observado durante a evolução de uma doença, ou seja, agravando o quadro clínico do paciente e podendo estar associado ao aparecimento de sintomas.

As complicações na área de Harmonização Orofacial são um sinal de ALERTA, pois significam que o procedimento realizado apresentou uma evolução desfavorável, podendo trazer algum risco para o paciente.  No entanto, independente do termo utilizado devemos saber diferenciar clinicamente os efeitos adversos e assim tratá-los de maneira correta.

Logo, essas complicações estão mais relacionados com os preenchedores faciais de ácido hialurônico e são classificadas por alguns autores de acordo com o tempo do surgimento destes efeitos no paciente.

  • Início Imediato – em até 24 horas.

Ex: eritema, equimose, hematoma, cianose, branqueamento, dor grave, prurido, alterações visuais e neurológicas, etc.

  • Início Precoce – de 24 horas até 30 dias.

Ex: eritema, equimose, hematoma, cianose, efeito Tyndall, nódulos, cicatriz, linfadenopatia e febre, etc.

  • Início Tardio – depois de 30 dias.

Ex.: eritema, hipercromia, nódulo, Etip (Edema tardio intermitente persistente), cicatriz, edema grave, etc.

Quanto ao tratamento, existe inúmeros tratamentos possíveis para diferentes diagnósticos de efeitos adversos. Em alguns casos podendo ser mais conservadores, como realização de massagem local, compressa aliada à utilização de medicamentos ou até mesmo degradação do material com a aplicação da Enzima Hialuronidase.

 

Cuidados nos procedimentos

Para reduzir as chances de complicações durante ou após os procedimentos de harmonização orofacial separamos algumas dicas:

  • Uso de Cânulas ou agulhas de maior calibre, diminuindo o trauma tecidual e a taxa de complicação;
  • Uso de agente antisséptico na prevenção de contaminação bacteriana na antissepsia da pele antes da realização do procedimento;
  • Conhecer anatomia e o plano de aplicação;
  • Evitar zonas de risco como região de glabela, sulco nasolabial e dorso nasal;
  • Ter SEMPRE disponível a enzima Hialuronidase. Ela degrada enzimaticamente o ácido hialurônico e pode ser usada em eventos adversos de início imediato (até 24 horas), precoce (até 30 dias) ou até tardio (após 30 dias);

Espero que tenham gostado e até a próxima!

 

Dra. Fernanda Junqueira