Passo a passo de uma moldagem em Ortodontia

Ortodontia

Técnicas de Moldagem em Ortodontia

A moldagem é um procedimento muito comum nos consultórios e a confecção do modelo ortodôntico é um dos elementos fundamentais para um bom diagnóstico e correto plano de tratamento. Apesar de parecer simples, existem detalhes que fazem toda a diferença. Se você tem alguma dificuldade, principalmente na moldagem de crianças, este post poderá te ajudar.

Moldagem em Ortodontia: Passos para um procedimento mais tranquilo

A moldagem ortodôntica é uma técnica utilizada para a identificação da arcada dentária do paciente. O procedimento é utilizado para orientar a fabricação de implantes dentários, aparelhos ortodônticos e próteses dentárias, além de auxiliar em diagnósticos.

Apesar de ser uma prática comum e simples, a moldagem ortodôntica pode ser um pouco incômoda para o paciente, especialmente aqueles que possuem alta sensibilidade nos dentes ou quando são muito pequenos, como é o caso do público infantil.

Por isso, é importante que o profissional conheça profundamente o assunto, como os tipos de moldeira, os materiais utilizados e, principalmente, o passo a passo da moldagem.

Além de oferecer uma melhor experiência ao paciente, reduzindo o desconforto, também é imprescindível o domínio das etapas para a coleta perfeita da arcada dentária e, consequentemente, da prótese ou implante fabricado.

O que esperar de uma moldagem ortodôntica?

O importante na moldagem é a reprodução exata da anatomia das arcadas, do osso basal, das coroas dos dentes e estruturas vizinhas.

Sou habituada a moldar crianças pequenas, pois atuo na área ortodôntica de pacientes com fissura labiopalatina. Então, essas dicas darei baseadas em minha experiência clínica, com aplicação para adultos e crianças.

Lembrando que existem dois tipos de moldagem ortodôntica: a digital e a tradicional. A moldagem digital usa recursos tecnológicos para a impressão da moldagem em 3D. Apesar da eficiência, é uma técnica mais cara.

A moldagem tradicional é a mais utilizada, não só por causa do custo mais acessível, mas, principalmente, porque oferece precisão de resultados. Claro, desde que o dentista siga todas as etapas corretamente. E é sobre a moldagem tradicional que falaremos a seguir.

Ofertas de produtos de Ortodontia dental speed

Passo a passo para a moldagem ortodôntica

Tão importante quanto o sucesso da operação é o preparo do terreno antes da execução da moldagem. Por isso, começamos o passo a passo do começo. Veja só:

Solicite que o paciente esteja em jejum

É importante falar com o paciente ou com os seus pais, no caso das crianças, para que ele compareça ao consultório em jejum. Não ingerir alimentos por, pelo menos, 1 hora antes da moldagem é o mais recomendado.

A ideia é evitar que o indivíduo tenha ânsia de vômito, muito comum devido à aplicação do molde e por causa da produção de saliva.

Encontre o manequim odontológico perfeito para sua prática clínica ou especialização

Faça uma simulação prévia do procedimento

Antes da manipulação, e do ato em si, recomendo simular com paciência, explicando para os pacientes os passos que serão realizados.

Nesta fase, eu observo a reação do paciente: como ele fecha a boca, qual é a sua rigidez muscular, se ele tem alguma dificuldade de respiração, etc.

Ao identificar a dificuldade eu oriento e faço as correções necessárias. Se for preciso, eu faço mais de uma vez essa simulação, até o paciente sentir tranquilidade e não demonstrar nenhum comportamento de defesa, agonia ou desconforto.

Essa simulação é muito importante porque o paciente não é pego de surpresa. Ele já sabe um pouco como será feito este procedimento e pode se preparar psicologicamente e fisicamente também. Então, é um investimento de tempo que vale a pena.

Eu não costumo ter dificuldades na moldagem. Mas, alguns pacientes se desesperam pelo desconhecido, independentemente da idade. Como não sabem como funciona, ficam nervosos, com medo, o que pode atrapalhar a verificação do molde.

O condicionamento prévio a este procedimento, tão popular por causar enjoos, fará toda a diferença e trará um molde bem realizado, sem a necessidade de repetições desgastantes.

Qual as orientações necessárias ao paciente durante a moldagem

Além de antecipar e corrigir as dificuldades do paciente em relação à abertura da boca, também é necessário orientá-los sobre as sensações durante a aplicação do molde e como eles devem reagir a isso.

Então, eu os oriento sobre a respiração nasal, o posicionamento da cabeça a 90 graus e com relação à salivação, principal causa da sensação de falta de ar, do enjoo e dos vômitos.

É comum que os pacientes tentem fechar a boca e engolir a saliva produzida, pois sentem os enjoos e asfixiados pelo líquido. Para evitarmos essa sensação, eu peço para o paciente inclinar a cabeça para baixo e respirar apenas pelo nariz.

Digo que ele não tente engolir a saliva, mesmo que esta seja produzida em grande quantidade. Para a sua segurança e maior conforto, ele terá um babador logo abaixo para recolhimento do líquido. Em seguida, peço para ele colocar em prática todos os passos antes simulados.

Comece a aplicação das moldeiras

Agora, vamos à aplicação da moldeira. Primeiro, eu faço a moldagem da arcada inferior. Insiro a moldeira e peço para o paciente levantar a ponta da língua e levá-la para frente, evitando qualquer interferência lingual.

Aqui vale uma observação: a moldeira deve entrar com uma certa folga, alcançar a região posterior e a altura do fundo de saco. Gosto muito das moldeiras mais altas, porém se você não tem adaptação com elas individualize a moldeira com cera 7.

Após a moldagem inferior, vamos à superior. Neste momento, eu recorro às técnicas usadas na Psicologia e digo que este momento será mais fácil por não termos a língua para interferir e atrapalhar o encaixe do molde.

Então, aplico os mesmos procedimentos realizados na parte inferior e inclino a cabeça do paciente para frente.

Caso ele demonstre desconforto, eu o oriento a se concentrar, manter a respiração nasal e respirar mais rápido, o que também ajuda a controlar a ansiedade do momento e aliviar a sensação de asfixia.

Em seguida, mantenho a moldeira firme na posição correta, acalmando o paciente e confirmando que o procedimento é rápido e logo vai acabar. Quando estou atendendo uma criança, costumo fazer junto com ela a contagem regressiva. Sempre funciona e a criança fica mais tranquila.

Moldagem de transferência

Caso seja uma moldagem de transferência, removo as bandas dos dentes e posiciono no molde. Gosto de colocar uma bolinha de algodão umedecida na região palatina, onde receberá a solda, e fixo as bandas nos moldes por aplicação de cola Super Bonder ao redor das mesmas. Espero alguns instantes para secar.

Desinfecção e vazamento do molde

O próximo passo da moldagem é a desinfecção e o vazamento do molde. Para a moldagem ortodôntica, eu tenho algumas marcas prediletas: Hidrogum e Cavex

Gosto de respeitar a medida do fabricante e fazer uma boa espatulação. Assim o material ficará com um escoamento recomendado, o que contribui muito para a fidelidade da impressão e para a densidade correta da inserção. É um cuidado valioso porque ajuda a evitar enjoos e faz a geleificação no tempo correto. É importante também ficar atento à temperatura ambiente. Quando está muito calor, recomendo utilizar água gelada para não catalisar o procedimento.

Registro da oclusão

Após a moldagem, faço o registro da oclusão, que pode ser oclusão registrada ou oclusão funcional, em rc e/ou em mih. O diagnóstico prévio responderá a essas questões.

Resumo dos passos principais para um bom molde

Podemos resumir todos os passos anteriores em três tópicos, que são o básico e não podem faltar:

  • Copiar todo o fundo de saco e toda a região posterior, incluindo os dentes e acessórios ortodônticos.
  • Habituar-se a moldar superior e inferior e fazer o registro da oclusão, independentemente do tipo de aparelho ou aplicação para o modelo.
  • Fazer a desinfecção dos moldes e seguir para o vazamento do molde.

Moldagem com alginato

O alginato é o material mais usado na moldagem ortodôntica. É um produto com ótimo custo-benefício, fácil de usar, garante precisão na coleta do formato dos dentes do paciente e dos demais tecidos que envolvem a região bucal.

Entretanto, exige uma dose a mais de cuidados. Isso porque o alginato tem uma fluidez mais fácil que os demais produtos e oferece resistência para se separar dos tecidos mais sensíveis e maleáveis. É possível que o molde rasgue durante a retirada, o que exige uma atenção redobrada do dentista.

Outra característica da moldagem com o alginato é a pressão que ele sofre com a moldeira, que faz com que ele perca ou absorva a umidade muito facilmente, comprometendo a moldagem. Por causa disso, o seu vazamento deve ser feito imediatamente.

Além do alginato, os moldes também podem ser fabricados como silicone e com godiva, cujo material é feito a partir de resina.

Tipos de moldeiras

Existem basicamente dois tipos de moldeiras. Cada tipo se adequa à necessidade particular do paciente. São elas:

Moldeiras de estoque

São moldeiras em tamanho padrão. Por terem esta característica, não são indicadas para moldagem de toda a arcada, uma vez que podem apresentar distorções no resultado. É uma boa opção para restauração de dentes unitários.

Moldeiras individuais

As moldeiras individuais são feitas com base na arcada dentária individual do paciente. Oferecem resultados mais precisos e são mais indicadas para uma quantidade maior de dentes.

Com o passo a passo da moldagem, ficou muito mais fácil para você, dentista, realizar este procedimento com segurança, passando para o paciente a tranquilidade necessária.

Como vimos, a moldagem ortodôntica é fundamental para a fabricação de produtos usados na correção da arcada dentária, como os implantes e os aparelhos ortodônticos, por exemplo.

Mas, para aumentar a precisão da coleta destes dados, é imprescindível que haja a colaboração do paciente, além do conhecimento aprofundado do dentista no manuseio das peças e na escolha de cada produto a ser utilizado.

Tem dúvidas na hora da Moldagem? Então confere esse vídeo com uma dupla de especialistas clínicos da 3M. Assista agora!

Compra de produtos odontológicos através do aplicativo dental speed

Conteúdo relacionado

12 dicas de instalação do Aparelho Ortodôntico

12 dicas de instalação do Aparelho Ortodôntico

Ortodontia
Olá colegas leitores! Conforme salientamos na ultima matéria, abordarei aqui os itens que julgo essenciais para se aplicar com qualidade e excelência em cada etapa da instalação do aparelho ortodôntico.
Aparelho metálico ou estético, qual indicar?

Aparelho metálico ou estético, qual indicar?

Ortodontia
Quem atua com ortodontia provavelmente ouve com frequência o questionamento dos pacientes sobre a possibilidade de utilizarem, em seus respectivos casos, algum tipo de aparelho estético, ao invés do tradicional metálico.