Página Inicial Odontologia Raio – X Portátil e Sensor Digital: saiba mais sobre o uso na Odontologia
OdontologiaOdontologia Digital

Raio – X Portátil e Sensor Digital: saiba mais sobre o uso na Odontologia

sensor-digital-odontologico

A radiologia digital, além de revolucionar o diagnóstico na Odontologia, também é um diferencial no atendimento clínico.
Por meio do aparelho de raio-x digital odontológico, o dispositivo capta a estrutra/elemento dental e envia para o computador, permitindo que o dentista amplie a imagem, facilitando a visualização, o planejamento do caso clínico e a comunicação com o paciente.

Outro diferencial da tecnologia é a qualidade da radiografia digital odontológica e a durabilidade do armazenamento, pois a documentação é fundamental para o acompanhamento do paciente, além das questões legais que envolvem a radiografia.

Neste artigo vamos conversar sobre os diferenciais do raio – x portáti na Odontologial, como utilizá-lo com o sensor e os benefícios para o dentista e paciente.

1. Quais os tipos de equipamentos de raio – x odontológico?

A radiografia odontológica é um exame complementar fundamental para auxiliar o dentista na conclusão do diagnóstico e acompanhamento do caso após a alta odontológica.

O raio – x odontológico permite que a radiação ionizante penetre nas estruturas e tecidos, e de acordo com a tecnologia escolhida, um dispositivo capta a imagem formada pela passagem da radiação.

Os equipamentos de raio -x na Odontologia operam por meio de duas tecnologias: convencional e digital.

Uma dúvida comum dos dentistas é sobre a diferença entre o aparelho de raio-x odontológico convencional e o raio-x digital odontológico.

Em relação ao raio -x odontológico convencional, o equipamento pode ser móvel ou fixo na parede e emite uma radiação maior que os dispositivos digitais.

A captura de imagem é exclusiva por meio do filme radiográfico, que necessita do uso de revelador e fixador. A qualidade da imagem é muito boa, mas inferior em relação ao método digital.

O raio-x digital odontológico também opera a partir da emissão de radiação, porém em uma quantidade menor comparado ao convencional, oferecendo mais segurança ao dentista e paciente, além da imagem apresentar melhor definição e detalhamento.

Em relação à radiologia digital odontológica, os equipamentos capturam a imagem por meio de duas tecnologias, de acordo com o aparelho escolhido pelo dentista. Conheça os sistemas de radiologia digital utilizados na Odontologia:

  • Sistemas digitais indiretos:

Esta tecnologia, também chamada de radiologia CR ou computadorizada, converte as imagens utilizando um chassi eletrônico, que contém uma placa de fósforo. Esta placa é sensível à radiação e registra a imagem.

Após a captura da estrutura/elemento dental, a placa é colocada em um scanner específico para transferir as imagens ao computador.

A placa de fósforo não é descartável e faz o papel do filme radiográfico, sem a necessidade de revelação do filme radiográfico.

  • Sistema digital direto:

No sistema direto, também chamado de radiologia DR ou digital, um sensor capta a imagem desempenhando um papel semelhante ao do filme radiográfico, sem a necessidade da placa de fósforo e do scanner.

A imagem é exibida direto na tela do computador. O sensor também não é descartável e substitui a função do filme radiográfico.

sensor-para-radiografia-digital-fit-t2-micro-imagem
Sensor para Radiografia Digital FIT T2 – Micro Imagem

Os aparelhos de raio -x digital odontológico disponíveis no mercado podem operar pelos dois sistemas, e se o dentista quiser, também pode captar a imagem utilizando o filme radiográfico convencional.

Em relação ao modelo, além dos equipamentos fixos ou móveis, o dentista pode optar pelo raio-x odontológico portátil.

Em relação aos demais modelos, o equipamento de raio – x digital odontológico portátil apresenta os seguintes diferenciais:

  • Leveza;
  • Economia de espaço;
  • Portabilidade, que permite atendimento tanto no consultório como em ambientes não convencionais;
  • Miliamparagem menor que os equipamentos convencionais;
  • Pode ser utilizado ou não com filme radiográfico, de acordo com a escolha e necessidade do profissional.

O aparelho de raio-x portátil odontológico possui um anel plumbífero ou dispositivo que minimiza a radiação secundária, mas é importante o dentista ter os seguintes cuidados, principalmente se utilizar o equipamento no consultório:

  • Seguir as orientações do fabricante em relação à distância mínima e angulação do aparelho;
  • Utilizar dispositivos de proteção (paciente e profissional), como por exemplo colete, luva de chumbo e protetor de tireoide;
  • Evitar realizar o procedimento próximo à janelas, portas e áreas de passagem. Se possível utilizar biombo para blindagem;
  • Se o uso for no consultório, verificar as normas da Vigilância Sanitária e orientações da ABRO (Associação Brasileira de Radiologia Odontológica);
  • Solicitar laudo radiométrico da empresa responsável pela radioproteção.

2. Como utilizar o raio – x portátil odontológico e o sensor digital?

Os dispositivos de raios x portáteis na Odontologia foram desenvolvidos no início dos anos 90 com finalidade militar e, atualmente, também têm sido utilizados em clínicas odontológicas ou em situações clínicas diferenciadas ou não convencionais, por ser levado rapidamente de um ambiente a outro, atendendo a demanda de vários dentistas.

O equipamento é alimentado por bateria e não possui base fixa, facilitando a mobilidade e transporte.

O sensor digital odontológico apresenta dois tamanhos diferentes, escolhidos de acordo com a necessidade do dentista e tipo de tomada radiográfica. O sensor capta a radiação, digitaliza a imagem e envia ao computador, permitindo a análise pelo dentista.

O raio-x digital portátil odontológico, utilizado em conjunto com o sensor digital (comprado separadamente), é indicado nas seguintes situações clínicas:

  • Atendimento de pacientes especiais;
  • Atendimento de pacientes acamados; (hospital e home care);
  • Análises forenses;
  • Centros cirúrgicos;
  • Atendimentos odontológicos em áreas remotas;
  • No consultório, para auxiliar a conclusão do diagnóstico e acompanhamento do caso clínico.
sensor-digital-de-odontologia-em-uso-no-paciente
Sensor Digital em uso no paciente

O raio -x portátil na Odontologia possui as mesmas indicações de uso que o modelo convencional, portanto pode ser utilizado por todas as especialidades odontológicas.

Devido aos cuidados necessários com a radiação, é fundamental o dentista consultar órgãos de saúde e de Odontologia regionais de Estado de atuação e verificar a legislação vigente preconizada pela ANVISA.

3. Quais as vantagens do raio-x portátil e do sensor digital na Odontologia?

O raio – x portátil, utilizado em conjunto com o sensor digital, apresenta diversos benefícios, tanto para o paciente como para o profissional, apresentando um excelente custo-benefício.

Conheça as vantagens do raio-x portátil com sensor digital na Odontologia:

  • Mobilidade: são leves, compactos e não possuem fios;
  • Tomada radiográfica com tempo reduzido;
  • Além do sensor digital, possuem compatibilidade com a placa de fósforo e filme radiográfico;
  • Imagens mais nítidas e que podem ser ampliadas, permitindo um diagnóstico preciso;
  • Redução de custos em relação à tempo, filme radiográfico, fixador e revelador;
  • Menor incidência de radiação em relação aos equipamentos convencionais;
  • Agilidade no processamento da imagem e segurança no arquivamento, evitando a perda ou deteriorização da imagem.

O uso da tecnologia impacta o atendimento de forma positiva, oferecendo um tratamento diferenciado, rápido, confortável e com maior biossegurança, diminuindo a possibilidade de contaminação cruzada.

Desta forma, podemos concluir que o uso do equipamento de raio-x digital portátil associado ao sensor digital, são dispositivos de alto desempenho que agregam valor ao atendimento, sendo considerado pelo paciente um diferencial, podendo ser um instrumento de captação e fidelização de clientes.

Por ser portátil, é fácil de manusear e promove economia de espaço. Além disso facilita a comunicação com o paciente e o envio da imagem à outros profissionais, em caso de atendimento com diversas especialidades odontológicas.

Aqui na Dental Speed, temos uma linha completa de equipamentos de radiologia odontológica, incluindo os equipamentos portáteis.

Clique aqui e conheça todos os modelos disponíveis!

Se você quiser saber mais sobre a aplicabilidade da radiologia digital em seu consultório, nossa equipe poderá prestar consultoria e orientar qual equipamento é o mais adequado ao seu perfil.

Estamos disponíveis via WhatsApp. Clique aqui e converse com a equipe de especialistas!

Você também pode se interessas por:

Saiba mais sobre a odontologia digital e como utilizar o fluxo digital no consultório
Como utilizar tecnologia e inovação no consultório odontológico

Publicado por
Dra. Fernanda Skupien

Cirurgiã-dentista pela Universidade Paulista (UNIP), especialista em endodontia pelo Hospital Geral do Exército de São Paulo (HGESP) e especialista em marketing pela Universidade Mackenzie.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Gestão e MarketingOdontologia

Dentista, entenda como sair do papel e digitalizar sua clínica

A gestão clínica na odontologia tem experimentado uma evolução notável, impulsionada pelo...

flux-digital-no-laboratorio
LaboratórioOdontologia Digital

Odontologia Digital como solução para o Técnico em Prótese Dentária

Já imaginou receber um arquivo digital de alta precisão para confecção de...

LaboratórioOdontologia Digital

Saiba como utilizar o fluxo digital no laboratório de prótese

A odontologia digital e o fluxo digital estão revolucionando a forma como...