Página Inicial Gestão e Marketing Equilibre as contas a pagar e receber de sua clínica odontológica
Gestão e Marketing

Equilibre as contas a pagar e receber de sua clínica odontológica

As contas a pagar e receber são parte essencial da gestão financeira, e, como tal, merecem atenção de administradores e dentistas que desejam equilibrar seu fluxo de caixa e manter a saúde financeira de seus negócios.

Neste artigo, vamos falar sobre o conceito de contas a pagar e receber, por que é importante controlá-las e quais as boas práticas para isso. Quer entender tudo sobre o assunto? Continue lendo!

O que são as contas a pagar e receber + exemplos em clínicas odontológicas

As contas a pagar e receber são as transações comerciais e monetárias de uma empresa.

Quando estamos falando da gestão financeira de consultórios odontológicos, algumas das contas mais comuns são:

Contas a pagar

  • Insumos: instrumentos, equipamentos, consumíveis e descartáveis dos atendimentos aos pacientes.
  • Conta de serviços públicos: despesa mensal de energia, água e esgoto.

Contas a receber

  • Tratamentos particulares: valores recebidos diretamente dos pacientes.
  • Convênios e seguradoras: pagamentos feitos por convênios e planos de saúde.

Por que é importante gerenciar de perto as contas a pagar e receber?

O acompanhamento próximo dos valores das contas a pagar e receber é importante principalmente para garantir que os compromissos financeiros da clínica estejam sendo cumpridos. E, como consequência, isso aumenta a longevidade do negócio e garante uma melhor saúde financeira.

Entenda outras vantagens de ter o controle total dos seus gastos e ganhos:

Equilíbrio financeiro

Ao controlar o que está sendo pago versus o que está sendo recebido, é possível obter um equilíbrio financeiro entre esses dois pontos.

Empresas que possuem uma gestão inteligente vão se manter no azul, ou seja, com contas a receber sempre cobrindo as contas a pagar.

Planejamento facilitado

Quando você enxerga os valores das contas a pagar e receber do consultório, é mais fácil criar um planejamento, já que a sua previsibilidade financeira é mais assertiva.

Assim, você pode tomar decisões com base em dados, como fazer investimentos, por exemplo.

Boa relação com fornecedores e parceiros

Ao manter as contas a pagar em dia, você cria uma boa relação com fornecedores e traz parcerias mais duradouras.
Isso pode aumentar as possibilidades de negociação, tanto de valores quanto de formas de pagamento, entre outros pontos importantes na hora de fazer compras.

Controle de custos

Outro ponto que pode ser identificado com o controle de contas a pagar e receber é se há necessidade de redução de custos em determinadas áreas da clínica.

Isso porque, ao acompanhar de perto, você poderá perceber que tem investido muito com insumos, por exemplo, e planejar novos caminhos para mudar esse cenário.

Prevenção à inadimplência

Estar próximo das transações de contas a pagar e receber também auxilia na prevenção da taxa de inadimplência da clínica, já que vai acompanhar os recebimentos de forma próxima. 

E, assim, é possível ser mais ágil em negociações de prazos de pagamentos e implantação de uma política de cobrança sólida para mitigar atrasos e furos no fluxo de caixa.

Principais práticas para controlar as contas a pagar e receber

Agora que você entende a importância de acompanhar as contas a pagar e receber, que tal entender um pouco sobre as boas práticas para fazer isso? Veja:

Contas a pagar

  1. Organização e registro de todas as saídas: tudo o que é pago pela empresa precisa ser documentado e arquivado. O histórico e organização fazem total diferença nesse ponto.
  2. Gerenciamento de prioridades: é preciso se programar e criar uma lista de prioridades que vai guiar a ordem dos pagamentos, garantindo o cumprimento de prazos e valores sem ônus de juros.
  3. Negociações de valores e prazos: caso seja necessário fazer negociações, comece o quanto antes. Converse com seus fornecedores com sinceridade e busque um cenário vantajoso para seu negócio.

Contas a receber

  1. Políticas de recebimento claras: uma das formas de prevenir a inadimplência de pacientes é estabelecer políticas de pagamentos claras e coletar suas assinaturas num contrato de prestação de serviços.
  2. Monitoramento constante: conforme mencionado nos tópicos anteriores, existem diversos motivos que tornam o monitoramento das contas imprescindível para a gestão eficiente de um negócio.
  3. Comunicação transparente: caso algo saia do planejado, a comunicação transparente e franca é a melhor forma de buscar uma solução em conjunto com o paciente devedor.

Qual ferramenta utilizar para gestão financeira de uma clínica odontológica?

O Simples Dental é o maior software odontológico da América Latina, não à toa: temos mais de 70 mil usuários ativos atualmente, que utilizam e comprovam a eficiência e facilidade de trabalhar com uma ferramenta tão tecnológica.

Quando o assunto é gestão financeira, o Simples Dental tem as ferramentas certas!

  • Fluxo de caixa e comissionamento
  • Emissão de boletos bancários
  • Maquininha de cartão integrada
Teste grátis por 7 dias o simples dental

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Imposto de Renda para Dentistas
Gestão e Marketing

Imposto de renda para Dentistas

Todo começo de ano é a mesma coisa: temos de prestar contas...

Gestão e Marketing

Direitos básicos dos pacientes nos consultórios e clínicas odontológicas

Oferecer tratamentos odontológicos de excelência não apenas fideliza sua clientela, mas também...

EspecialidadesGestão e MarketingOdontologia Digital

Atua na odontologia? Saiba como se preparar para 2024 

O mercado odontológico tem se expandido nos últimos anos e a tendência...