Quanto vale a minha hora clínica?

Odontologia

Você sabe calcular o valor da sua hora clínica? Saiba que é muito importante aprender a precificar a sua hora por uma série de questões. É através dela que você define o quanto precisa lucrar e verifica se o preço cobrado está ultrapassado ou de acordo com o mercado.

Além disso, saber o valor da sua hora clínica é o jeito mais preciso e rentável de ser bem remunerado pelo trabalho que executa, cobrindo todas as taxas do consultório odontológico e sem ter que se sobrecarregar com muitos atendimentos. 

O que é hora clínica? 

Hora clínica é aquele valor mínimo a ser cobrado pela sua hora de trabalho. Ou seja, é quanto você deve receber pelos serviços prestados. Muitos dentistas que não fazem esse controle se assustariam com o quanto vale a sua hora de trabalho. Um valor totalmente aquém do esperado e justo. 

Como calcular a sua hora clínica? 

O maior obstáculo que impede um dentista de definir o valor da sua hora clínica é a dificuldade em listar todos os gastos e fazer cálculos básicos. Confira a seguir o nosso passo a passo e comece a fazer agora essa conta.

Descubra quanto tempo você tem para se dedicar ao trabalho 

Quanto tempo você dedica para o seu trabalho? Faça o calculo de quantas horas por dia você usa atendendo pacientes. Caso ofereça seus serviços também no sábado, acrescente essas horas também.

Liste todos os seus gastos fixos, incluindo os impostos 

Faça uma lista de todas as suas despesas fixas, aquilo que é preciso pagar todo mês, com lucro ou sem lucro. Exemplo: água, luz, telefone, aluguel, pagamento de funcionários etc. Liste também todos os impostos que você paga por mês. Se houver algum tributo anual, dívida o valor por 12 e você terá o custo mensal dele.

Defina o seu pró-labore 

Pró-labore é o valor do seu salário mensal, é o seu pagamento. É quando você decide que quer receber R$ 5 mil por mês, por exemplo. Assim, no final do mês, além de quitar todos os custos, o valor do seu pró-labore deve ser definido e retirado.

Ajuste a sua margem de lucro 

A margem de lucro é aquele valor que sobra após você definir o seu custo fixo da hora. Por exemplo, se nos seus cálculos você viu que a sua hora clínica é R$ 50, a sua margem de lucro deve ser um valor somado a esse custo fixo. Do contrário, você só estará trabalhando para pagar os custos.

Faça o cálculo para definir a sua hora clínica 

Depois de listar todos esses dados, é hora de fazer o cálculo para definir o valor da sua hora clínica. O primeiro passo é somar todas as despesas fixas, o seu pró-labore e a sua margem de lucro. O preço da sua hora clínica vai ser definido pelos seus gastos totais divididos pelas suas horas de trabalho. 

Uma fórmula simples para ser usada é a seguinte: Preço da hora clínica = todos os gastos / horas de trabalho. 

Suponhamos que o seu pró-labore seja de R$ 5 mil e os seus gastos fixos somam R$ 3 mil. Juntos, os custos chegam a R$ 8 mil. Dividindo esse valor pela quantidade de horas trabalhadas, no caso 160 horas mensais, chegamos ao valor de R$ 50 a hora. É quanto custa a sua hora clínica. 

Isso quer dizer que é o mínimo que você deve cobrar para cobrir todos os seus custos, para pagar seu próprio salário dentre outras questões listadas lá atrás. 

Em cima desse valor, você vai então acrescentar a sua margem de lucro, de acordo com variáveis inerentes ao seu trabalho, seu consultório e sua experiência. Falaremos mais disso a seguir.

Aprenda a precificar o seu trabalho 

Muitos dentistas definem o valor do seu trabalho se baseando no tabelamento geral da área ou de acordo com a concorrência, o que não é errado. Contudo, precificar a sua hora deve levar em conta diversas variáveis, além da cobertura dos custos fixos, como vimos no item anterior. 

Avalie os custos 

Mapeie os custos que o seu consultório tem não só em relação às despesas fixas, mas também com relação ao gasto com materiais odontológicos, investimento em equipamentos e periféricos mais modernos, capacitações regulares etc. 

Leve em consideração também todos os fatores como localização do seu consultório, sua experiência, procedimentos realizados, sua disponibilidade, material usado etc.

Se baseie pelos valores do mercado 

Saber como a concorrência está cobrando também é uma boa ideia para se inspirar e ter um parâmetro para seguir. No entanto, cuidado para não fazer comparações equivocadas. Alguém que está começando agora no ramo não pode comparar o seu trabalho com um profissional estabilizado no mercado, com vasta experiência e cartela grande de clientes.

Leve em conta o seu público-alvo 

O valor do seu trabalho depende diretamente de quem consome o seu serviço, ou seja, o seu público-alvo. Se seus principais clientes estiverem nas classes C e D, seus valores não podem ser tão altos a ponto de afastá-los. 

Por outro lado, se o seu público está prioritariamente nas classes A e B, é possível cobrar um valor maior pelos procedimentos realizados.

Defina qual é o seu lucro 

Como já vimos, a sua hora clínica é aquela que cobre todos os seus gastos e o seu pagamento mensal, também chamado de pró-labore. Tudo que vier depois disso, é lucro. Ou seja, se o valor da sua hora clínica ficou em R $50, é preciso cobrar mais para que o seu consultório seja de fato lucrativo e não exista apenas para pagar gastos e lhe garantir um salário. 

Até porque é preciso pensar a longo prazo, fazer uma reserva de emergência e se preparar para as alterações que a economia e o mercado sempre estão sofrendo e que atingem bastante os prestadores de serviço.

Avalie as particularidades de cada serviço 

Outro ponto a ser levado em consideração na hora de definir o seu preço é a particularidade do seu serviço, aquilo em que você é referência, o seu alto conhecimento em determinada técnica, a sua facilidade de pagamento, a boa localização, a rapidez no atendimento etc. 

Tudo isso deve interferir e influenciar no valor que você cobra dos seus clientes. Mas, claro, sempre pensando em equilibrar valores, sem assustar o seu público e nem desvalorizar o seu trabalho. 

Como vimos, calcular o valor da hora clínica é fundamental para que o Dentista consiga executar o seu trabalho recebendo do seu cliente o valor ideal não só para cobrir os custos da clínica, mas também para garantir os honorários mensais do profissional e um lucro extra, essencial para que o consultório tenha mais estabilidade e possa fazer investimentos futuros. 

Equipe Dental Speed

 

Conteúdo relacionado