Página Inicial Artigos mais lidos Conheça as Principais Técnicas de Obturação Endodôntica
Artigos mais lidosEndodontia

Conheça as Principais Técnicas de Obturação Endodôntica

A busca pelo sucesso endodôntico inicia-se com um correto diagnóstico e planejamento do caso.

No entanto, o conhecimento anatômico e técnico das etapas protocolares também é indispensável para um bom prognóstico, obtenção da longevidade e manutenção desses elementos dentários na cavidade oral.

Ao mesmo tempo, sabe-se que um dos principais fatores de insucessos em tratamentos endodônticos é a persistência de infecção microbiana.

Para combatê-la é importante realizar uma correta desinfecção dos canais radiculares, além da manutenção dessa condição através do aprisionamento de microrganismos remanescentes e interrupção do suprimento de nutrientes para impedimento de uma recontaminação.

Essa condição é atingível através de um protocolo de obturação que proporcione selamento tridimensional.

Ao longo do texto, veja as principais técnicas que podem ser empregadas para obturação de canais radiculares a fim de alcançar os melhores resultados em sua prática endodôntica.

A importância dos selamentos: apical, lateral e coronário

Uma obturação satisfatória começa com um bom preparo químico-mecânico que trará as condições favoráveis ao travamento do cone de guta-percha no milímetro final do comprimento de trabalho.

Atualmente, preconiza-se que o comprimento real de trabalho deve ser similar ao de obturação, que é localizado exatamente no batente/stop/matriz apical previamente estabelecido, onde o cone deve ser inserido e travado — com discreta resistência de deslocamento.

Além disso, é relevante o entendimento anatômico acerca das ramificações laterais presentes nos canais principais, pois estas constituem vias de comunicação com os tecidos perirradiculares.

O que traz também a necessidade de um selamento lateral satisfatório que pode ser alcançado com o preenchimento fluído através de cimentos endodônticos com boa capacidade biológica e cones de maior calibre (a partir do terço médio ou técnicas de condensação lateral).

O uso de substâncias quelantes como o EDTA é sugerido em busca da remoção da smear layer que favorece a penetração do cimento obturador nos túbulos dentinários.

Por fim, para um perfeito selamento e manutenção dessa condição, a restauração coronária deve ser realizada o mais brevemente possível.

Isso porque em contato com os fluidos orais o cimento endodôntico sofre solubilização, e os microorganismos encontram condições favoráveis à sua colonização (ou recolonização) alcançando os tecidos perirradiculares pelo forame apical e/ou por ramificações.

Objetivos da obturação. Acervo pessoal Dra. Letícia Freitas.

Qual é a hora certa para obturar?

É importante que o cirurgião-dentista compreenda que a obturação endodôntica só deve ser realizada quando as seguintes condições tiverem sido alcançadas:

  1. O canal deve estar completamente instrumentado (se necessário as medicações intracanais devem ser utilizadas para uma maior desinfecção);
  2. Ausência de sintomatologia dolorosa (espontânea, à percussão, e palpação);
  3. Ausência de edema e/ou exsudatos (hemorrágicos ou purulentos).

Critérios de Avaliação Pré Obturação

De fato, diferentes abordagens podem ser utilizadas, no entanto essa escolha deverá ser pautada na técnica de instrumentação prévia e no diâmetro anatômico do canal radicular. Muito embora a base de todas seja a mesma, e já citada anteriormente: selamentos apical, lateral e coronário.

Independentemente da técnica, a seleção de um cone que deverá alcançar o comprimento real de trabalho deve seguir os seguintes critérios de avaliação:

Critérios de Avaliação das técnicas obturadoras. Acervo pessoal Dra. Letícia Freitas

Prova Visual

O cone selecionado é levado ao canal radicular até a profundidade máxima de penetração já pré-estabelecida, com o auxílio de uma pinça deve ser levemente marcado através de uma deformação na altura do ponto de referência.

Logo após removido do canal, é confirmado o comprimento correto com uma régua calibradora.

Prova Tátil

Avaliação realizada concomitante a prova visual, consiste em analisar o travamento da ponta do cone na constricção apical, quando ele alcançar o comprimento desejado.

Caso não ocorra esse travamento, o cone deve ser ajustado com uma régua calibradora ou substituído por um de maior calibre.

Prova Radiográfica

Apenas após as etapas prévias é que uma radiografia periapical deverá ser realizada. Avalia-se o comprimento atingido e só assim é possível partir para a etapa obturadora.

Importante salientar que o uso do localizador foraminal é fortemente recomendado e, em casos específicos, pode haver uma discreta mudança de local entre a saída foraminal e o vértice da raiz.

Técnica de Condensação Lateral

A Técnica de Condensação Lateral é considerada uma técnica de obturação clássica e uma excelente opção para canais mais amplos, visto a necessidade de preenchimento de um maior espaço vazio.

Consiste na inserção sucessiva de cones auxiliares ou acessórios lateralmente a um cone principal adaptado no comprimento de trabalho. Para a aderência desse conjunto, um cimento endodôntico é utilizado.

Etapas da Técnica de Condensação Lateral

Como etapas operatórias da técnica, temos:

  1. Seleção do cone de gutapercha principal e acessórios;
  2. Desinfecção dos cones com hipoclorito de sódio a 2,5%;
  3. Remoção da smear layer e secagem do canal radicular;
  4. Seleção de um espaçador digital para auxiliar a inserção dos cones acessórios;
  5. Manipulação e inserção do cimento endodôntico;
  6. Inserção do cone principal;
  7. Compactação lateral — consiste na inserção individualmente de cada cone acessório até o preenchimento total do espaço vazio;
  8. Radiografia da qualidade da obturação;
  9. Corte dos cones por meio de instrumento calcador aquecido;
  10. Compressão vertical final com o auxílio de instrumento calcador frio;
  11. Limpeza da câmara pulpar;
  12. Selamento ou restauração provisória;
  13. Radiografia final.

Técnica de Cone único ou Condensação Vertical

Diante da dificuldade técnica do preenchimento com múltiplos cones, principalmente em dentes posteriores, autores na década de 70 já preconizavam o uso de cones acessórios de maiores conicidades.

Instrumentos com pontas seccionadas para obtenção de diâmetros análogos aos das pontas dos instrumentos memória e que, quando aquecidos, são capazes de preencher o canal radicular por completo (apenas com a condensação vertical mais o auxílio do cimento).

No entanto, com o advento de técnicas de preparo químico-mecânico modernas por meio da utilização dos instrumentos de níquel-titânio, a técnica de cone único tem proporcionado mais agilidade aos tratamentos endodônticos.

Esta segue a mesma lógica que a Condensação Vertical, no entanto os cones utilizados são correspondentes, especificamente fabricados e compatíveis ao sistema de limas NiTi utilizado.

Nela, as irregularidades do canal radicular são preenchidas com cimento obturador.

Etapas da Técnica de Cone único

Como etapas operatórias da técnica, temos:

  1. Desinfecção do cone principal;
  2. Remoção de smear layer e secagem do canal radicular;
  3. Seleção do cone;
  4. Manipulação do cimento obturador;
  5. Inserção do cimento obturador no canal radicular e posicionamento do cone principal;
  6. Corte do cone e condensação vertical;
  7. Radiografia comprobatória;
  8. Compressão vertical final;
  9. Limpeza da câmara pulpar;
  10. Selamento ou restauração provisória;
  11. Radiografia final.
Cones compatíveis aos seus respectivos sistemas de Limas NiTi. Lima Protaper Dentsply Sirona / Lima Reciprocante Reciproc – VDW
Cones acessórios calibrados. Cones de Gutapercha Dentsply Sirona / Régua Endodôntica Milimetrada Calibradora MK Life

Por fim, o sucesso da endodontia tem como terceiro e último pilar o preenchimento dos canais radiculares, visto que as etapas antecessoras não são capazes de eliminar completamente o conteúdo contaminado.

Desta forma, em busca da interrupção do processo infeccioso, manutenção dessa condição e estimulação do reparo perirradicular, é importante que o cirurgião-dentista esteja habilitado e alinhado as técnicas e conceitos filosóficos acerca da obturação de canais radiculares e suas aplicações nos diferentes casos clínicos.

Destaques de materiais para  Endodontia na Dental Speed

Para auxiliar os endodontistas em seus casos clínicos diários a Dental Speed oferece uma ampla variedade de limas, materiais obturadores e acessórios para Endodontia. Acesse o site e confira o portfólio completo!

Antes de ir, aproveite para comentar quais os próximos assuntos da área de Endodontia você deseja ler aqui no Eu Amo Odonto! Até a próxima.

Referências:

  1. MACHADO, Ricardo. Endodontia – Princípios Biológicos e Técnicos. 1. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2022. ISBN 9788527738491.
  2. Machado R, da Cunha MM, Comparin D, Cosme-Silva L, Engelke Back EDE, Roberti Garcia LDF. Incidence of periodontal compromise in teeth indicated for undergoing endodontic treatment: A clinical study. Eur J Dent. 2018;12:334-7
  3. Tartari T, Oda DF, Zancan RF, Silva TL da, Moraes IG de, Duarte MAH, Bramante CM. Mixture of alkaline tetrasodium EDTA with sodium hypochlorite promotes in vitro smear layer removal and organic matter dissolution during biomechanical preparation. Int Endod J. 2017;50:106-14
  4. Peters OA. Current challenges and concepts in the preparation of root canal systems: a review. J Endod. 2004;30:559-67
  5. Lopes RMV, Marins FC, Belladonna FG, Souza EM, De-Deus G, Lopes RT, Leal Silva EJN. Untouched canal areas and debris accumulation after root canal preparation with rotary and adaptive systems. Aust Endod J. 2017

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Artigos mais lidosSaúde Bucal

Guia completo: escovas dentais manuais e elétricas

As escovas dentais são produtos essenciais para realização de uma boa higiene...

Artigos mais lidos

Lesões benignas x Lesões malignas na cavidade bucal

A cavidade bucal é sede de diversas patologias de etiopatogenias variadas. Dentre...

Artigos mais lidosImplantodontia

Tipos de componentes para implantes

Os avanços na odontologia moderna têm proporcionado soluções cada vez mais eficazes...