Autoestima nada mais é que a soma do valor dedicado a nós mesmas e a nossa capacidade de nos amar. É o ato de “amar a si mesmo”, que requer atitudes como o autorrespeito e a autoaceitação. Só conseguimos atingir esses pilares através do autoconhecimento, que consiste em ter consciência de nossa história e dos aspectos da nossa personalidade. A autoconfiança, de acordo com a psicologia é “acreditar em nossos pensamentos e decisões, tendo coerência em nossas ideias e ações”.

Quando falamos em autoestima, sabemos que ela se fortalece sempre que alimentamos positivamente o nosso “eu interior”, esses sentimentos agem em harmonia na construção de nossa autoimagem e fazem parte do conceito de autoestima.

Agora, que já entendemos o conceito, como manter a autoestima elevada e fortalecida?

Manter a autoestima estável também está relacionado ao nosso senso de autopreservação. Quando nos preservamos, as cargas de ansiedade e stress diminuem, já que conseguimos olhar de forma amável para nós e para os outros.

As dicas a seguir vão te auxiliar nessa caminhada de auto-amor e fortalecimento da sua autoestima e consequentemente, atingindo a autoconfiança.

 

Desenvolva o seu autoconhecimento

Ninguém consegue lidar com aquilo que não conhece. Como amar a si mesma sem ao menos conhecer a sua própria essência? Impossível! Por isso, busque descobrir quem você é. Reconheça suas qualidades, seus valores, seu propósito e também o que pode melhorar.

Olhe-se como alguém que possui potencial para abrir os horizontes, ampliar as habilidades, compartilhar coisas boas com quem está ao redor. Desenvolver o autoconhecimento é o primeiro passo para ter uma relação de amor duradoura com você mesma.

 

Respeite seu processo

Embora todos nós já tenhamos vivido momentos que causaram dor, o que pode ter gerado em você uma crença limitante. Uma vez, que não podemos mudar o passado,  podemos dar a ele significados que podem tornar o nosso presente e um futuro melhor. Honrar e respeitar a sua história, é dar a estes momentos de dor vividos no passado um novo significado, extraindo as melhores lições dessas situações e aproveitando também os momentos de alegria, para tornar a vida mais leve,tranquila e produtiva.

Moça de braços abertos

Pratique o autocuidado

Desse modo, tire um tempo para você e se organize para isso acontecer de forma mais leve. Todos nós precisamos de cuidados. A autoestima é composta também de fatores físicos. Por isso, é essencial que você cuide da saúde mental e do corpo, afinal, ele é a máquina que faz tudo funcionar. Pratique uma atividade física que te traga prazer, pense que você está dando um presentão pro seu corpo. Leia livros, desligue-se do trabalho por um momento que seja. Ouça música, cuide da pele e da aparência. Faça o que gosta!  Acredite, tudo isso vai te trazer a alegria de viver e o orgulho de ser quem você é.

Não se compare

No item anterior, falei sobre cuidar da aparência, entretanto, quem decide como fazer isso é você e mais ninguém. Por isso, a minha dica é que você esqueça e deixe de lado todo e qualquer tipo de padrão de beleza que lhe foi imposto ao longo de sua vida, pois eles são praticamente irreais e só servem para mexer com a autoestima de qualquer ser humano, principalmente de nós mulheres. Você é única, perfeita e singular, do jeitinho que é. Afinal, esse é o seu superpoder e o que te difere de qualquer outra pessoa. Se empodere disso e esqueça as comparações. Até porque, a comparação não agrega em nada justamente pelo fato de que cada pessoa tem a sua trajetória, jeito de ser, forma de lidar com as situações e desafios do dia a dia, é isso que torna cada mulher um ser verdadeiramente único e especial.

Alimente boas relações

Igualmente, construir relações saudáveis é outra excelente forma de potencializar ainda mais a sua autoestima. Isso porque as pessoas que nos querem bem geralmente são as que recorremos quando precisamos de apoio. São elas que vão te lembrar a mulher poderosa que você é, mesmo quando estiver com dificuldades de sentir assim. É normal ter esses momentos, por esse motivo a autoestima é uma prática diária.

Além disso, procure ter sempre por perto seus amigos e familiares entre outras pessoas com as quais você sabe que pode contar, não só nos momentos de dificuldades, mas também para celebrar os bons momentos que a vida proporciona.

 

amigas juntas

Empondere outras mulheres

É provável que algo que você já passou, outras mulheres também podem estar enfrentando. Sendo assim, o que pode fazer por você e por estas mulheres é ajudá-las a trabalhar o seu próprio empoderamento.

Mostre a elas, sempre que tiver oportunidade, que as admira, e que o problema vai passar. Ajude no que puder ajudar. Demonstre orgulho da história que construíram com o passar do tempo, da força que tiveram e que têm para lutar por seus sonhos e objetivos, por não terem se deixado abater nos momentos de dificuldade.

Fazendo isso, quando você menos perceber, terá construído uma rede de mulheres que se ajudam e se empenham em empoderar umas às outras em todos os momentos.

 

Por fim, estes são os pilares da autoestima elevada e fortalecida que trazem consequentemente, o desenvolvimento da autoconfiança. Praticando essas dicas diariamente, vai perceber que a vida se torna mais leve, vai tomar decisões mais seguras e se priorizar sempre que necessário sem medo ou culpa.

Desta forma, confiando em si mesma, você vai potencializar a mulher que tem se tornado, vai sustentar o que defende, o que pensa e até o que veste.

Ninguém para uma mulher que é fiel a si mesma e comprometida com sua própria jornada.

 

Novidades Dra Cherie