Sempre acreditei que o bom profissional é aquele que corre atrás de conhecimento para seus pacientes. Este conhecimento, podemos buscar de várias formas… Dentre elas a leitura de artigos e livros. O mercado de trabalho está acirrado e precisamos estudar e nos atualizar para nos destacarmos em meio há tantos profissionais. Essa informação gera conhecimento permitindo uma constante evolução durante o trabalho.

Com a correria do dia a dia nem sempre fica fácil sair do consultório para cursos e congressos (faço o máximo para tentar isso), entretanto se acrescentarmos hábitos diários podemos adquirir conhecimento sem sair do consultório. Otimizar o tempo é algo que gosto de fazer sempre que tenho um horário vago no trabalho. Para o hábito da leitura dar certo precisamos de muita perseverança  por ser algo que muitos acham difícil e até chato mas quanto você faz  logo deixa de ser algo pesado e se tornará algo prazeroso.

Uma ótima dica de leitura é: “Pequenos movimentos dentários com mini-implantes, livro de Hyo-Sang Park”. Neste livro descreve o auxílio no tratamento ortodôntico, na reabilitação protética e no preparo para implantes. Na Ortodontia a ancoragem é fundamental. No dia a dia do consultório sempre vejo essa necessidade. E o uso de mini-implantes na forma de ancoragem tem sido a escolha preferida. Este protocolo já é uma realidade, principalmente nos pacientes adultos, os quais são mais relutantes na utilização de aparelhos extrabucais. O papel ods mini-implantes tem sido crescentemente popularizado e tem redefinido a ortodontia convencional.

Prefiro utilizar algo em relação a sua taxa de sucesso. Em estudos anteriores, o autor relatou taxa de sucesso em três publicações e a mesma variou de 82 a 93,3%. Os dois estudos seguintes, feitos em 2003 e 2006, revelaram uma taxa de 93% de sucesso (Park, 2003 e 2006). Isso expressa o fato de que quanto mais experiência, maior pode ser a taxa de sucesso.

Precisamos de muito estudo para colocar em prática novas tecnologias. Tudo que for para o melhor desenvolvimento em relação ao tratamento do paciente deve ser considerado. Essa evolução constante da odontologia é fascinante e devemos aproveitar todas as oportunidades para crescermos como profissional. E finalizo este texto com a frase do Lao-Tsé: “Para ganhar conhecimento, adicione coisas todos os dias. Para ganhar sabedoria, elimine coisas todos os dias”.

E você. Conte-me… Qual livro está lendo no consultório? Já faz essa prática ou pretende fazer?

Envie seu comentário… Vamos compartilhar conhecimento.

DrNayo Hernandes. Cirurgião-Dentista. Ortodontista e Especialista em Saúde Indígena.

Redatora em Blog Dental Speed
Formada em Administração pela Estácio, especialista em Marketing e redação técnica na área odontológica.
Gabrielli Nery Wandscheer
Últimos posts por Gabrielli Nery Wandscheer (exibir todos)

Artigos relacionados

Infecções Fúngicas na Odontologia

Infecções Fúngicas na Odontologia

Artigos mais lidos
Confira as principais infecções fúngicas que acometem a cavidade bucal – Candidíase (sapinho), Paracoccidioidomicose e Histoplasmose – e a importância do cirurgião-dentista para o diagnóstico precoce, tratamento e encaminhamento médico.

Education Template