As cores são onipotentes à nossa volta, elas nos despertam estados de espírito e sentimentos, além de serem capazes de nos dar força e ânimo para avançar nos dias ruins ou podem também nos mergulhar num mutismo profundo de introspecção.

Certos efeitos das cores são conhecidos e aceitos pela grande maioria das pessoas, onde os aspectos simbólicos delas são culturais e influenciam nossa percepção e sentimento. A isso segue, também, a questão subjetiva do bom gosto e da harmonia.

Logo, é preciso levar este contexto em consideração quando você escolhe as cores das suas roupas, do seu consultório e sua identidade visual, pois a cor é o elemento de maior impacto na comunicação não verbal.

Quando você olha para uma pessoa, o que vê primeiro?

Primeiramente, as cores possuem uma enorme influência na imagem pessoal e profissional das pessoas, ou seja, quando olhamos para alguém, a cor de roupa que a pessoa está usando pode ter um efeito positivo ou negativo, tudo vai depender se as escolhas forem harmoniosas e estratégicas. Um bom exemplo disso, são as cores de roupas e jalecos que você utiliza no consultório e como elas podem influenciar na forma que seu paciente te vê.

Uma vez que as cores transmitem mensagens importantes de estilo pessoal, estilo de vida e profissionalismo, a forma que as coordenamos diz muito sobre a nossa personalidade. Logo, seus efeitos variam de acordo com a nossa TIP.

TIP é uma junção de três fatores utilizados na análise de coloração pessoal: temperatura, intensidade e profundidade da pele e o efeito das cores através da comparação de tecidos próximos ao rosto. De tal forma que é possível identificar quais cores funcionam ou não para você. Essa análise de TIP pode ser feita por uma especialista.

 

Imagem mostra mãos escolhendo cores

 

Tenho que ficar presa à essas cores?

Contudo, não precisamos ficar presos apenas às cores que nos favorecem. O ideal é usá-las de forma estratégica para a comunicação do profissional que você é!

Mas devo confessar que quando descobrimos as que nos favorecem, geralmente só queremos saber delas!

A ideia é usar as cores à seu favor, afinal, descobrir suas cores é libertador e aprender sobre suas harmonias mais ainda.  Além disso, quando conhecemos nossa paleta de cores, podemos usá-la além da aparência, levando nossa identidade para o consultório, jalecos, uniformes e na nossa marca pessoal na odontologia, por exemplo.

Tem coisa mais gratificante do que alguém entrar no seu consultório ou na sua casa e se agradar das cores, da harmonia do ambiente desde o lugar aos materiais usados e sua marca pessoal? Trata-se de comunicar quem você é, isso sempre aliado ao seu estilo, valores e propósitos.

E o melhor é que as cores são capazes de nos dar uma aparência saudável, bonita e elevar nosso humor e autoestima. Isso é pura psicologia das cores!

 

Scrubs

Existem cores certas para área da saúde?

Na área da saúde estamos muito acostumados com a cor branca, contudo não existe uma regra para isso!

Mesmo o “branco” sendo uma cor que traz paz, ela pode lembrar ambientes hospitalares e ser um ponto negativo ao atender os pacientes.

Nesse sentido outras cores também podem ser usadas, como alguns tons de azul e verde que são capazes de acalmar nosso estado de espírito. Assim, quando utilizadas em ambientes, elas podem tranquilizar o paciente durante o período que ele estiver no consultório.

Isso pode resultar em um atendimento muito mais eficiente pois haverá uma redução considerável do nervosismo gerado pela situação.

 

Consultório odontológico azuk

Finalmente, esses são apenas dois exemplos dos poderes das cores dentre as infinitas possibilidades do universo colorido. Então para terminar eu aconselho você a descobrir as cores que lhe favorecem.

Use-as a seu favor sempre que precisar comunicar seu profissionalismo, credibilidade e sua alma. Como eu sempre digo: coloração pessoal é vida!