Pigmentos x Clareamento Dental

Mercado

Clareamento dental é um procedimento muito estudado e seguro na prática Odontológica, estando entre os tratamentos mais procurados pelos pacientes.

Trata-se da mudança de coloração da dentina pela administração de peróxidos, sem resultar em desgaste ou enfraquecimento dos dentes, podendo ser realizado em consultório ou em casa, com concentrações variadas de princípios ativos. Existem no mercado brasileiro muitas marcas disponíveis e apresentações comerciais. A utilização do produto necessita de supervisão e prescrição em receituário por Dentistas, sendo sua comercialização proibida em farmácias.

Mesmo em se tratando de um procedimento com inúmeras pesquisas científicas comprovando eficácia e segurança, ainda há resistência por parte de alguns colegas para a execução do clareamento e, também, discordâncias sobre orientações pós-operatórias aos pacientes, principalmente quando o assunto é corante.

O branqueamento dos dentes acontece pela liberação de oxigênio, após reação química do peróxido, de dentro da estrutura do dente. Em outras palavras, é um processo interno e cremes clareadores não influenciam na mudança de coloração da dentina, pois este seria um processo externo.

Um questionamento que sempre é feito pelos pacientes é em relação aos alimentos coloridos. Eles ficam receosos de precisarem abandonar o consumo de café, vinho tinto e refrigerantes para que os dentes não voltem à cor inicial.

A própria literatura é controversa nesse aspecto e mesmo com alguns estudos mostrando que os pigmentos extrínsecos não influenciam na eficácia do clareamento, muitos colegas orientam seus pacientes a não ingerir determinados alimentos, seja durante algumas horas após o procedimento ou durante a utilização do produto em casa.

Há estudos que mostram que a superfície do esmalte se torna irregular após a administração do produto, o que favorece o manchamento. E há outros autores que demonstram que os pigmentos não tem influencia significativa no sucesso do tratamento.

O que é indiscutível é que o resultado positivo do clareamento depende, a princípio, do diagnóstico correto da causa do escurecimento dos dentes (manchamento intrínseco ou extrínseco) e, após esse diagnósticos, a correta seleção da técnica utilizada. Ao paciente, cabe ressaltar a importância de uma boa higienização para desorganização da placa bacteriana e polimento do esmalte, para manutenção da longevidade do procedimento.

Independente da linha de estudo, a orientação que prevalece é: faça clareamento somente com Dentista e mantenha em dia sua visitas ao consultório! Isso é o que mantém o sorriso brilhante!

*Juliana Lemes é graduada pela UNESP-SJC, atua em clínica geral e estética dental. Dentista 10h por dia, “escritora” nas horas vagas e “maquiadora” de vez em quando – das resinas, dos clareamentos, dos sorrisos e dos pincéis!

Artigos Relacionados

Clareamento dental em dentes vitais

Clareamento dental em dentes vitais

Conteúdo Especial
A busca pela estética tem sido cada vez mais requisitada no dia a dia clínico do cirurgião dentista. As possibilidades de tratamentos estéticos têm aumentado e o clareamento dental é uma alternativa de melhora estética de forma rápida e segura.
Vamos falar sobre clareamento

Vamos falar sobre clareamento

Conteúdo Especial
Muitos são os mitos sobre o procedimento (enfraquecimento do dente, sensibilidade excessiva, trincas etc.), mas ele é um dos mais estudado em Odontologia e tem feito a cabeça dos dentistas e pacientes desde a década de 1980, com o boom da brancura dental de Hollywood.