hipnose na Odontologia é uma prática que utiliza métodos e técnicas com o objetivo de aumentar a eficácia terapêutica no tratamento odontológico. Ou seja, paciente é conduzido pelo dentista à um estado especial de consciência, permitindo utilizar recursos do corpo e da mente à seu favor. 

 Desta forma, a hipnose tem como objetivo, conquistar a confiança do paciente, diminuir a ansiedade, diminuir sangramento e salivação, facilitando o trabalho do cirurgião-dentista.  

Trata-se de uma ferramenta que favorece tanto o paciente quanto o profissional. Uma vez que paciente fica em estado de relaxamento, permitindo que o dentista realize um atendimento rápido e confortável. 

 

Por que utilizar a hipnose na odontologia? 

A prática é regulamentada por meio do artigo 6 da Lei nº 5.081, de 24/08/66 do Conselho Federal de Odontologia/CFO, que permite o exercício da hipnose pelo cirurgião-dentista.  Além disso, o artigo deixa claro os profissionais devem ser habilitados e ter realizado cursos específicos, com duração mínima de 180 horas. 

O Fórum para Regulamentação das Práticas Integrativas e Complementares à Saúde Bucal, promovido pelo CFO em 2008, aprovou e regulamentou o uso das seguintes práticas na Odontologia: 

  • hipnose; 
  • homeopatia; 
  • fitoterapia; 
  • terapia floral; 
  • acupuntura; 
  • laserterapia.

 A hipnose odontológica é aplicada no consultório, sem a necessidade de medicamentos e pode ser utilizada em qualquer especialidade da Odontologia. 

Uma vez que autorizado pelo paciente, não há contraindicações da prática hipnótica pelo dentista, por se tratar de um estado natural da mente. 

A hipnose pode ser utilizada no consultório odontológico da seguinte forma: 

  • Para eliminar medos:  

Muitos pacientes possuem receio de procedimentos odontológicos por já terem tido dores agudas que levaram ao tratamento odontológico.  Então, a hipnose é indicada para diminuir a ansiedade e o medo, pois leva à um estado de relaxamento. 

 

  • Para mudar hábitos: 

A hipnose também pode ser utilizada para auxiliar na remoção hábitos nocivos, como: roer unhar, morder lápis e caneta, excesso de açúcar e melhorar hábitos de higiene. 

 

  • Para acelerar a recuperação: 

Os procedimentos odontológicos possuem recuperação distintas, além de medicações específicas para cada caso. Logo, o uso da hipnose auxilia no bem estar do paciente e a acelerar na recuperação do procedimento. 

 

  • Como tratamento auxiliar para bruxismo, apertamento e DTM: 

procedimento, além de aliviar dor e ansiedade, induz o paciente à não apertar e à não ranger os dentes durante o sono. 

 

Igualmente, a hipnose ajuda a tranquilizar a criança através de uma técnica que usa a imaginaçãopermitindo que o tratamento seja mais rápido, otimizando o tempo de cadeira. 

Para realizar a hipnose em Odontopediatria é necessária a autorização dos responsáveis pela criança. 

 

Quais os benefícios da hipnose na odontologia? 

O uso da hipnose é ilimitado, sendo indicado para alívio de dor e ansiedade. É uma forma de gerar conforto e qualidade no atendimento aos pacientes. 

hipnose é realizada antes do paciente sentar-se à cadeira, para depois iniciar o procedimento em estado sonambúlico. 

Existem diversos graus de hipnose. O paciente pode atingir níveis de estado inconsciente que são do leve ao profundo, de acordo com o tempo necessário para a realização do procedimento odontológico. 

 

Conheça os benefícios para o paciente e para o dentista:  

Para o paciente: 

 

  • Inibição de dor: 

Dependo do tipo de procedimento necessário, a hipnose pode ser uma alternativa à anestesia. Afinal, o estado de relaxamento e algumas sugestões para o subconsciente do paciente inibem a dor e desconfortos gerados durante o tratamento. 

 

  • Controle da salivação: 

O paciente quando está calmo produz menos saliva, facilitando o atendimento odontológico. 

 

  • Sangramento: 

Procedimentos invasivos causam sangramento, que pode ser intensificado pelo stress e ansiedade. A hipnose acalma o paciente, controlando a intensidade do sangramento durante o procedimento. 

 

Para o dentista: 

 

  • Facilita o atendimento: 

Um dos aspectos mais difíceis do tratamento odontológico é a ansiedade e o medo do cliente. 

O paciente hipnotizado permite que o dentista foque no procedimento clínico, otimizando o atendimento. 

 

  • Percepção de tempo pelo paciente: 

Como o paciente estará hipnotizado, terá  sensação de redução do tempo  do tratamento. 

Isso acontece porque o atendimento é realizado em um estado de relaxamento. 

 

Como é feita a hipnose em Odontologia 

A prática da hipnose requer conhecimento, sigilo e discernimento. O dentista só poderá aplicar técnicas que não coloquem em risco o paciente.  

É preciso preservar integridade física, emocional e mental do mesmo. Além disso, o profissional deve saber identificar até que ponto a sua técnica é suficiente para o caso.

Muitas vezes, a hipnoterapia é somente um método auxiliar ao tratamento.  Ao passo que, caso perceba que o cliente precisa de outros tratamentos, é da conduta ética encaminhá-lo à outros profissionais, como psicólogos e psiquiatras.  

As sessões devem ser feitas em um ambiente em que o paciente se sinta seguro. O local deve ser adequado e confortável, para que haja uma maior concentração aos comandos do dentista hipnólogo. 

O processo de indução é feito através da fala do dentista. O paciente pode estar de olhos abertos e focado no que lhe é falado. O estado de relaxamento começa em poucos minutos, permitindo o atendimento odontológico. 

Quando o paciente entrar em transe, o dentista conseguirá sugerir sentimentos e ações. É por causa disso que muitos procedimentos podem ser realizados sem anestesia.

Logo, é fundamental que o profissional tire todas as dúvidas do paciente e incentive o mesmo  a aceitar o procedimento, mas de uma forma que passe confiança e sem imposição. 

Quer saber mais sobre o assunto? Deixe suas dúvidas nos comentários. Vamos adorar conversar com você! 

Equipe Dental Speed

Artigos Relacionados