O coworking odontológico ainda é uma novidade no mundo da odontologia. Todavia, essa é uma opção muito vantajosa para quem está enfrentando dificuldades em montar o próprio consultório, seja por falta de clientes ou por questões financeiras.  

Profissionais que estão começando agora no mercado de trabalho ou que desejam trabalhar por conta própria, mas não têm como montar o próprio consultório são os principais usuários desse tipo de serviço.  

Deseja saber mais sobre as vantagens e desvantagens do coworking odontológico e como ele pode alavancar a sua carreira de cirurgião-dentista? Então, continue lendo nosso artigo de hoje. 

O que é coworking odontológico? 

Coworking é um termo utilizado para nomear os escritórios, salas ou consultórios compartilhados. Sendo assim, o público-alvo são profissionais que não possuem um espaço físico para trabalhar e precisam de um ambiente corporativo e formal para atender a sua clientela. 

O coworking era muito mais utilizado por profissionais da área de marketing, advogados e demais profissionais que executavam serviços de forma autônoma. Porém, com o tempo, o coworking se popularizou e ganhou novos adeptos, dentre eles, os cirurgiões-dentistas. 

O coworking odontológico nada mais é do que um espaço com salas individuais reservadas para cada cirurgião-dentista atender aos seus clientes e realizar os seus procedimentos. Ou seja, o profissional aluga o espaço pelo tempo que for mais conveniente e vantajoso e faz daquele local, o seu consultório de atendimento. 

Como funciona?

É um espaço usado de forma colaborativa, em que todos os usuários pagam em conjunto por despesas de uso comum, como água, luz, internet, telefone e estrutura física. Portanto, essa prática se torna bastante vantajosa do ponto de vista financeiro. Contudo, também é possível uma maior flexibilidade de horários e pacotes com serviços variados, de acordo com o interesse de cada cliente. 

E apesar de o coworking está se popularizando, muitos profissionais ainda optam por outros recursos na hora de atender seus pacientes. Atualmente, a forma mais conhecida é o aluguel de uma sala de consultório, geralmente dentro de uma clínica, que pode ser especializada em odontologia, bem como pode comportar outras especialidades médicas. 

Neste caso, o aluguel precisará ser pago mensalmente ao dono da clínica, independente se você teve poucos ou muitos clientes em um determinado mês. Nesse caso, o ideal aqui é buscar sempre manter uma clientela regular, a fim de os gastos não serem maiores que os ganhos. 

De toda forma, seja alugando uma sala ou atuando no regime de coworking, o dentista precisa considerar os prós e os contras de cada modalidade de oferecimento dos seus serviços, para que o investimento valha a pena e ele não tenha prejuízos no fim do mês. 

Quais são os tipos de coworking odontológico? 

Os coworkings se diferenciam basicamente pelo tipo de aluguel e serviços que oferecem aos seus usuários. Portanto, a estrutura é semelhante e atende de forma coerente às necessidades dos profissionais da área médica e odontológica. 

Aluguel mensal 

Nessa opção, o cirurgião-dentista paga um valor mensal pelo uso integral da sala. Esse tipo de coworking é ideal para quem já tem um grande número de clientes, tem dedicação exclusiva à sala ou prefere ter todos os horários disponíveis para usar quando necessário. 

Aluguel por dia de uso 

Como o próprio nome diz, no aluguel por dia de uso, o chamado day-use, o cirurgião-dentista aluga o espaço num determinado dia e tem todo aquele tempo disponível para os seus atendimentos. Pode ser uma boa ideia para o profissional que deseja concentrar as consultas em um único dia, por exemplo. 

Aluguel por hora ou por período 

Também chamado de pay per use, nessa opção o dentista paga o valor referente ao período que ele vai utilizar, o qual pode ser inclusive, apenas algumas horas. Esse modelo é interessante para quem tem poucos atendimentos ou um tempo reduzido para atender naquele determinado horário. 

Coworking odontológico: pontos positivos 

O coworking é um tipo de consultório bastante vantajoso, pois auxilia aqueles profissionais a se firmarem no mercado, oferecendo espaço e uma ótima estrutura física. Mas as vantagens não param por aí. Conheça mais algumas delas: 

Ótimo custo-benefício 

O período alugado é bastante flexível: horas, dia ou mês. Assim, o dentista iniciante pode aderir ao coworking de acordo com o seu momento atual, com o número de clientes que possui e com a sua disponibilidade financeira. 

Quando opta por um consultório alugado, geralmente o dentista precisa arcar com os custos da mobília, máquinas e demais aparelhos necessários aos procedimentos odontológicos. Ou seja, é um investimento alto, que nem sempre é acessível a todos os profissionais. 

No coworking, todos as despesas gerais são compartilhadas, como gastos com energia, água, internet dentre outros, o que acaba tornando o valor individual bastante atraente. 

Ter a própria cartela de clientes 

Quando o cirurgião-dentista trabalha em uma clínica que não é de sua propriedade, ele recebe por porcentagem e nem sempre consegue fazer a sua cartela de clientes. Desse modo, quando o profissional sai dessa determinada clínica, ele perde praticamente todos os seus pacientes. 

Ao aderir ao coworking odontológico, esse dentista tem a oportunidade de formar a sua clientela, o que é de suma importância para o seu crescimento e sua estabilidade profissional. 

Pagamento integral pela consulta 

Outra desvantagem para o dentista que trabalha com porcentagem (que não é o caso do coworking) é o recebimento parcial dos valores, porque ele precisa repassar uma parte para a clínica.  

Já no coworking, o dentista recebe do cliente o preço total da consulta, podendo até cobrar um valor mais alto, caso ele considere mais justo. 

Fazer networking 

Sem dúvida nenhuma, o coworking odontológico é um ambiente altamente favorável ao conhecimento e encontro de cirurgiões-dentistas. Essa interação estimula parcerias e oferece valiosas trocas de experiências. 

Não precisa se preocupar com a área administrativa 

No coworking há uma equipe responsável pela gestão de toda a área administrativa do espaço. Desta forma, os dentistas não precisam ter trabalho com questões relacionadas ao setor. Alguns espaços oferecem, inclusive, o serviço de secretária, para a marcação de consultas. 

Localização privilegiada 

Espaços de coworking são instalados em regiões bem localizadas, com fácil acesso e com um grande número de circulação de pessoas. Essas características são atraentes para o cliente e também se tornam muito vantajosas para o dentista. 

 

TUDO EM ATÉ 12X

Coworking odontológico: pontos negativos 

Apesar de todas as vantagens, o coworking também possui pontos negativos. Conheça-os a seguir: 

Dificuldade para reagendar consultas 

Quando o dentista aluga um espaço de coworking e define um horário fixo e limitado de atendimento, como meio expediente, por exemplo, ele não consegue atender a demanda do paciente que deseja remarcar a consulta para outro momento. Ou seja, se o dentista trabalha das 08h00 às 12h00, e o paciente deseja ser atendido às 13h, isso se torna inviável, uma vez que esse último horário muito provavelmente já estará preenchido por outro profissional. 

Personalização do local 

Muitos médicos dentistas não gostam da ideia de oferecer ao cliente um ambiente neutro, comum, diferente do que seria se estivessem em um consultório próprio, possível de ser modificado com reformas, por exemplo. 

No entanto, essa desvantagem pode ser contornada com a criatividade do médico ao usar alguns itens decorativos para deixar o local mais personalizado. No entanto, o mais importante é oferecer conforto ao paciente e essa característica é fácil de encontrar nos coworkings. 

 

Como pudemos ver, o coworking odontológico já é uma realidade na vida de muitos dentistas. Porém, é essencial que antes de aderir a algum plano de coworking, sugerimos que os odontólogos conheçam bem todos os pacotes e características desse modelo de consultório, para que a escolha seja de fato acertada e de forma a contribuir para o crescimento profissional, sem deixar de lado a satisfação do cliente. 

 

Equipe Dental Speed

Artigos Relacionados

Como escolher uma marca de implantes dentários?

Como escolher uma marca de implantes dentários?

EspecialidadesMercadoProdutos
A alta procura por tratamentos com implantes dentários, faz com que as marcas invistam cada vez mais em tecnologia e desenvolvimento de novos produtos. Diante de tantas possibilidades, você sabe como escolher a marca que melhor se aplica à sua necessidade e do seu paciente?