Os materiais cirúrgicos odontológicos utilizados em cada cirurgia contribuem muito para o sucesso da realização do procedimento. Nesse sentido, procedimentos de cirurgia oral menor, cirurgia periodontal e cirurgia parendodôntica são procedimentos rotineiros em um consultório odontológico.

No entanto, é muito comum estudantes de graduação terem dúvidas sobre procedimentos cirúrgicos e instrumentais cirúrgicos odontológicos. 

O que é uma cirurgia odontológica? 

Antes de tudo, são consideradas cirurgias odontológicas todas as intervenções realizadas para tratar traumatismos e patologias que afetam os tecidos bucais, arcada dentária e face do paciente. 

Contudo, esses procedimentos têm indicações e técnicas muito variadas, porque são recomendados para os mais diferentes casos. 

Nesse sentido procedimentos de menor complexidade, podem ser realizados no próprio consultório odontológico com anestesia local.

Em contrapartida, os procedimentos de maior complexidade são realizados em ambiente hospitalar com anestesia geral e monitoramento do paciente. 

Sendo assim, listamos algumas das principais cirurgias odontológicas realizadas em consultório e em quais situações são indicadas.

Quais os procedimentos cirúrgicos realizados no consultório odontológico? 

Sobretudo, as cirurgias odontológicas ambulatoriais (realizadas no consultório) podem apresentar finalidade terapêutica, diagnóstica ou estética.

Ou seja, são procedimentos de complexidade simples e que oferecem risco muito baixo, por isso podem ser realizados na clínica odontológica ou no consultório, utilizando apenas anestesia local. 

Os procedimentos mais comuns são:  

  • Exodontia: é uma das cirurgias odontológicas mais comuns e frequentes no consultório, onde é realizada a extração dental. Isto é, um dente pode ser extraído por estar comprometido ou para finalidade ortodôntica. 
  • Enxerto ósseo: é realizado em pacientes com reabsorção óssea, com o objetivo de repor tecido para realização de implantes ou uso de próteses. 
  • Enxerto gengival: é realizado em pacientes com perda de tecido gengival.
  • Frenectomia Labial: o freio labial liga o lábio e a bochecha à mucosa alveolar, assim, a remoção serve para corrigir o freio, que devido à sua inserção pode causar diastemas.
  • Cirurgia Gengival: procedimentos de aumento de coroa clínica, gengivectomia e gengivoplastia realizados para fins estéticos, ortodônticos ou protéticos.
  • Frenectomia Lingual: o freio lingual fica localizado embaixo da língua. Assim, quando muito pequeno ou fibroso, pode não exercer suas funções corretamente, causando dificuldades na dicção.
  • Cirurgia Periodontal: procedimento cirúrgico realizado para alisamento radicular sub gengival e redução de bolsa periodontal. 
  • Biopsia na cavidade oral: cirurgia oral menor que consiste na retirada de uma amostra de tecido para análise. Todavia, essa intervenção cirúrgica é indicada para diagnosticar patologias na cavidade oral.
  • Cirurgia pré-protética: cirurgia óssea com finalidade protética. 
  • Remoção dos cistos: o cirurgia oral menor também é indicada para a remoção de cistos. 
  • Cirurgia Paraendodôntica: é indicada em casos de lesão radicular e para remoção de instrumentos fraturados. Sendo assim, são modalidades cirúrgicas paraendodônticas: curetagem com alisamento apical, apicectomia, apicectomia com obturação retrógrada, e apicectomia com instrumentação e obturação do canal radicular por via retrógada.

Quais são os materiais cirúrgicos odontológicos? 

Primeiramente, quando falamos de materiais para cirurgia odontológica, nos referimos aos instrumentais, anestésicos, agulha curta e longa e fios de sutura. 

No entanto, é importante lembrar que o profissional precisa estar devidamente paramentado para o procedimento cirúrgico. 

Sendo assim, vamos citar e descrever os materiais cirúrgicos de uso mais comum nas cirurgias odontológicas ambulatoriais: 

  • Carpule: seringa utilizada na aplicação de anestesia dentária. Porém existem dois modelos: seringa carpule com refluxo e seringa carpule sem refluxo; 
  • Fórceps odontológico: indicado para exodontia. Contudo, possuem grande variedade de modelos, de acordo com o dente que será extraído; 
  • Alavanca Seldin: instrumento usado para auxiliar em cirurgias de extração dentária; 
  • Cureta Alveolar: limpar o alvéolo após a extração; 
  • Sindesmótomo: indicado para descolamento gengival; 
  • Alveolótomo: usado para aparar tecido fibroso ou espiculas ósseas. Pode ser reto ou curvo; 
  • Gengivótomo: indicado para procedimentos de gengivectomia, possui modelos diversos; 
  • Lima para osso: utilizado para remodelar o osso, possui modelos diversos; 
  • Pinça de Allis: pinça de pressão utilizada para prender e tracionar tecidos moles; 
  • Pinça Hemostática: pinça para a apreensão de vasos e tecidos. Pode ser reta ou curva; 
  • Porta Agulha: realiza a apreensão do fio de sutura; 
  • Anestésico local: são fármacos utilizados para induzir a anestesia em nível local, sendo muito utilizados na Odontologia.

Quer saber mais sobre o assunto? Deixe suas dúvidas nos comentários 

Artigos Relacionados